Segue-nos

Lifestyle

Menina de 8 anos, maltratada pelos pais, escreve carta emocionada a quem a salvou

Uma menina de 8 anos, salva de uma família que a maltratava, escreveu uma carta amorosa aos assistentes sociais que a resgataram…

Publicado

em

Uma menina de 8 anos, salva de uma família que a maltratava, escreveu uma carta amorosa aos assistentes sociais que a resgataram.

“Penso que, se nunca me tivessem salvo, a minha vida seria horrível e solitária. Porque eles nunca me iriam ajudar, nunca me iriam dar comida e ainda me bateriam se eu chorasse. Agora estou muito melhor. Agora tenho um ambiente saudável e feliz”, escreve a menina, num alerta para o abuso de crianças.

Quando tinha apenas 8 meses, Marie foi admitida numa instituição de acolhimento de crianças, a Children’s Healthcare of Atlanta. A menina deu entrada na casa de acolhimento com ferimentos que poderiam, facilmente, ter tido consequências graves para o resto da sua vida, como conta o site Yahoo.

Pesava apenas 6kg e já tinha tido 14 fraturas, incluindo uma fratura de espinha dorsal que a tinha deixado paraplégica. A mãe e o namorado tinham sido, entretanto, presos. Foi colocada, depois, ao cuidado de Michelle Suprenant, que acabou por a adotar.

Apesar de não poder andar, Marie desfrutou de uma vida saudável e feliz, onde se incluíram passeios pela Disney World, aulas de natação, campos de férias, workshops de teatro… Tudo aquilo a que as crianças têm direito!

Hoje, com 10 anos, Marie quer que o mundo saiba que, se não fossem as ‘detetives sociais’ ela não teria tido uma vida tão feliz. Aos 8 anos decidiu escrever uma carta dirigida a quem lhe salvou a vida. A carta foi agora publicada.

“Queridas assistentes sociais e detetives,
Queria agradecer-vos por me terem feito feliz, ao me terem proporcionado um novo ambiente, pleno de segurança e conforto. Agora, tenho uma casa confortável e posso desfrutar de três refeições por dia. Chamo-nos Marie Rose Suprenant. Quando eu era bebe, magoei-me e vocês tomaram conta do meu caso. Quando era pequenina, magoei-me e deixe de poder andar, porque a minha espinha dorsal ficou fraturada e não havida nada que pudesse ser feito. Foi aqui que vocês entraram na minha vida e impediram que os ‘maus da fita’ me voltassem a magoar a mim ou a mais alguém.

Penso que, se não me tivesse salvo, a minha vida seria horrível e solitária. Porque eles nunca me iriam ajudar, nunca me iriam dar comida e ainda me bateriam se eu chorasse. Agora estou muito melhor. Agora tenho um ambiente saudável e feliz. Além disso, estou rodeada de pessoas inteligentes. Agora, a minha vida está muito melhor. A única coisa que me deixa louca é o nosso animal de estimação, a nossa cadela, a Jo. Ela ressona muito alto e parece um velho. Também tenho dois gatos, a Gypsy e o Mr. Fluffy. A Gypsy é toda cinzenta e tem os olhos verdes.

Ela gosta de brincar com fios e com arranhadores para gatos e é muito curiosa, gosta de andar atrás de mim, de um lado para o outro. E o Mr. Fluffy é um gato preto e branco, com os olhos verdes, também. Ele gosta de dormir na sua cadeira da praia, durante todo o dia, das 10h às 17h. Mas está acordado durante a noite. Adoro animais de estimação, porque adoro lagartos. O meu lagarto preferido é o Pogona.

A minha turma tem um, chama-se Mr. Cuddles. Espero que continuem a fazer o que têm feito para que o mundo se torne um lugar melhor e para que as crianças se sintam protegidas. Também espero que, independentemente do caso parecer sério ou não, tentem, pelo menos, ajudar todas as crianças.

Com amor, Marie.”

A mãe, Michelle, partilhou a carta da filha num blog, escrevendo:

“O seu futuro parece promissor e todos sabemos que nada disto seria possível sem o fabuloso trabalho das assistentes sociais e todo o pessoal médico de Atlanta. Obrigada por terem sido o ponto de apoio que esta pequena bebe precisava”, Michelle Surprenant.

Esta é, apenas, a história de Marie, mas há muitas mais, infelizmente, semelhantes a esta.

De acordo com dados do hospital Children’s Healthcare of Atlanta, uma em cada 50 crianças são vítimas de maus tratos e abusos. Por estimativa, uma em cada 10 crianças irá sofrer de abusos sexuais antes de chegar aos 18 anos.

As assistentes sociais fazem um trabalho notável ao protegerem estas crianças e, maior parte das vezes, passa despercebido.

Queres ajudar a Marie? Clica aqui. Partilha esta história e ajuda a que o trabalho das assistentes sociais seja cada vez mais reconhecido!

Vida

Jovem tatua primeiro bilhete escrito pela avó, que está a aprender a ler e escrever

Publicado

em

Marcella Martins, uma jovem estudante brasileira recebeu um bilhete escrito pela avó, que começou a aprender a ler e a escrever recentemente.

A jovem decidiu eternizar o primeiro bilhetes escrito pela avó, tatuando as palavras no seu braço. A fotografia que mostra a tatuagem viralizou no Twitter, como conta o Jornal Extra. Desde o dia 23 de outubro ja teve mais de 40.000 interações.

“Com 12 anos ela teve que começar a trabalhar para ajudar na casa e não teve a oportunidade de estudar. Agora ela está aprendendo a ler e a escrever e ontem ela fez uma cartinha para mim, resolvi eternizar”, escreveu Marcella na legenda do post.

A felicidade de Marcella ao receber o bilhete da sua avó foi tão grande que ela não conseguiu explicar em palavras.

“Coisa mais linda do mundo! Não tenho minha avó mais aqui, mas ela também aprendeu a ler e escrever já aposentada. Maior orgulho do mundo dela! Parabéns pela homenagem a sua avó!”, escreveu um utilizador do Twitter que se identificou com a história de Marcella e da sua avó.

Marcella revelou que ficou emocionada com o alcance que o post teve, e disse que a sua avó Gelsa “mandou agradecer a todos e desejou muita saúde”.

A jovem revelou no seu perfil no Instagram um pouco mais sobre a história da mulher que tanto admira:

“A minha avó sempre foi uma mulher muito guerreira. Com 12 anos ela tinha que trabalhar em casa de famílias, para poder ajudar a sustentar todos os seus irmãos e além disso ainda cuidava deles em casa. Ela sofreu muito na sua infância, mas nem por isso ela virou uma pessoa ruim ou ‘revoltada’ com a sua vida. Pelo contrário, minha avó sempre foi uma ótima pessoa que sempre ajudou as pessoas, sem ao menos pedir ou querer nada em troca”, disse Marcella.

Na publicação, a jovem revelou que a avó não teve a oportunidade de estudar, mas que nunca desistiu de aprender a ler e a escrever, apesar de todos as dificuldades que teve na vida, como um recente cancro de pulmão que descobriu há alguns meses.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Minha avó sempre foi uma mulher muito guerreira. Com 12 anos ela tinha que trabalhar em casa de famílias, para poder ajudar a sustentar todos os seus irmãos e além disso ainda cuidava deles em casa. Ela sofreu muito na sua infância, mas nem por isso ela virou uma pessoa ruim ou ” revoltada ” com a sua vida. Pelo contrário, minha avó sempre foi uma ótima pessoa que sempre ajudou as pessoas, sem ao menos pedir ou querer nada em troca. Por ter começado a trabalhar muito cedo, ela não teve a oportunidade de estudar e acabou ficando analfabeta, porém mesmo mais velha, ela nunca desistiu de aprender a ler e escrever. Depois de um tempo ela entrou para a escola e ainda está aprendendo a ler e escrever algumas coisas. Ontem ela escreveu em um papel exatamente o que está na foto e me deu, fiquei tão feliz que não consigo nem explicar o quanto!!!! Alguns meses atrás minha avó descobriu que estava com um câncer no pulmão e nossa família não esperava isso, ela tinha até parado de fumar, mas infelizmente o câncer já estava ali. Por sorte ele foi descoberto no início… Minha avó falava que ia morrer, que não aguentava mais e isso me deixava muito triste. O momento mais difícil para mim foi quando minha mãe raspou a cabeça dela ( ela amava o cabelo dela ). Mas graças a Deus nós conseguimos anima lá com o nosso amor e a união da nossa família e hoje minha avó já está com o cabelo lindo e está muito feliz. Para que eu fiz esse texto? Só para dizer para vocês, valorizem as pessoas que vocês amam, pode ser que não seja pra sempre e para você que está passando alguma dificuldade, necessidade na sua família, calma, isso vai passar! Confia e tenha fé. Vó, eu te amo 😍❤️😍

Uma publicação partilhada por Cella (@cella_martiins) a

Continuar a ler
Publicidade

ÚLTIMAS

TRENDING