Segue-nos

Realeza

Meghan Markle sonhava ser “a Beyoncé do Reino Unido” quando se casou com Harry

PUBLICIDADE

Os planos da ex-atriz não correram como esperado…

Publicado

em

Meghan Markle sonhava ser “a Beyoncé do Reino Unido” quando se casou com Harry
Casa Real

O novo livro de Valentine Low trouxe a público novos detalhes sobre a relação conturbada entre Meghan Markle e a família real durante o período em que a ex-atriz integrou o núcleo sénior da realeza.

Além do comentário durante a tour de 2018 e ‘título’ que os duques de Sussex ganharam por parte dos funcionários, fontes do autor contaram as intenções de Meghan quando subiu ao altar com o príncipe Harry: ter o melhor dos dois mundos, isto é, participar em alguns compromissos oficiais sem abdicar da totalidade da sua liberdade. Ideia que a rainha Isabel II ‘chumbou’.

PUBLICIDADE

“Acho que a Meghan pensava que ia ser a Beyoncé do Reino Unido. Fazer parte da família real ir-lhe-ia dar essa distinção. Contudo, o que ela descobriu é que havia muitas regras que eram tão ridículas que ela nem podia fazer coisas que fazia quando era anónima, o que é complicado”, afirmou a fonte.

“Meghan e a Casa Real eram dois mundos que não se conheciam, não havia maneira de se relacionarem ou de se entenderem. A Meghan nunca iria adequar-se a esse modelo e esse modelo nunca iria tolerar a Meghan e quem ela queria ser. Por isso, era inevitável que deixassem de trabalhar juntos”, rematou.

Meghan Markle e o príncipe Harry casaram-se em maio de 2018 e no início de 2020, meses depois de serem pais de Archie, decidiram abandonar o ‘núcleo duro’ da família real. Mudaram-se para os EUA, onde começaram a falar publicamente de questões internas da Casa Real, o que desencadeou uma série de polémicas e intensificou as quezílias com o rei Carlos III e o príncipe William.

PUBLICIDADE

Licenciada em Comunicação e Média. Entusiasta com o universo da moda, lifestyle, celebridades e entretenimento. ‘Devoradora’ de tudo o que está relacionado com a realeza.

COMENTÁRIOS

TRENDING

v