Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Maria Vieira faz ataque à RTP: “Amparo de parasitas, sem competência e sem talento…”

PUBLICIDADE

Maria Vieira não poupou nas críticas ao canal público, que considera “medíocre”…

Publicado

em

Por

Reproduções/Redes sociais

Maria Vieira é uma das personalidades portuguesas que mais eco tem tido nas redes sociais nos últimos tempos, e as suas opiniões (quase sempre polémicas) vão gerando sempre muita interação, nomeadamente no Facebook, onde já esteve até suspensa várias vezes.

PUBLICIDADE

Desta vez o alvo foi a RTP, que Maria Vieira considera que já deveria ter sido privatizada há muito, revelando que é “absolutamente medíocre”.

“Vivemos num dos países mais pobres da UE. Temos uma das maiores dívidas do mundo. Sobrevivemos de mão estendida para a Europa. Os nossos serviços públicos estão todos a colapsar, desde a educação, passando pela segurança, pela justiça e terminando na saúde, que se encontra num autêntico caos, mas continuamos a sustentar uma rede pública de televisão que é absolutamente medíocre, que ninguém vê e que apenas serve de plataforma propagandística ao governo socialista e de amparo financeiro a uma enorme quantidade de parasitas, de gente sem competência e sem talento e de amigos e compadres do sistema e do regime”, começa por escrever a atriz.

“Já é mais do que tempo de privatizar a RTP e de acabar com o financiamento público de emissoras privadas de televisão, de jornais e de rádios de toda a espécie e feitio! Já é tempo de utilizar os impostos suados pelos portugueses em coisas úteis e nas necessidades prementes do povo, em vez de esbanjar o nosso dinheiro a pagar salários chorudos a gente de que a gente não precisa!”, pode ler-se ainda.

A agora eleita deputada municipal de Cascais pelo “Chega!”, revela ainda: “O povo necessita de saúde, de educação, de justiça e de segurança e eu, se Deus quiser, dedicarei o resto da minha vida a lutar por tudo aquilo que o povo exige!”, pode ler-se.

PUBLICIDADE

Maria Vieira antecipa as críticas à sua publicação e deixa um recado: “Faço notar que durante os 40 anos em que fiz televisão (e eu em Portugal trabalhei na RTP, na SIC e na TVI, assim como trabalhei na TV Globo, no Brasil) nunca tive um contrato de exclusividade com nenhuma dessas emissoras e sempre recebi por tarefa, ou seja só ganhava quando trabalhava e por isso é escusado me acusarem de hipocrisia porque eu nunca ganhei dinheiro sem trabalhar…”, pode ler-se.

Ora veja:

COMENTÁRIOS

TRENDING