Segue-nos

Televisão

Maria Cerqueira Gomes elogiada pela TVI: “É linda, trata bem as pessoas e tem a sua própria alegria”

A estação de Queluz considera que a apresentadora foi uma aposta ganha

Publicado

em

Maria Cerqueira Gomes / Instagram

A TVI está muito satisfeita com a prestação de Maria Cerqueira Gomes à frente do ‘A Tua Cara Não me é Estranha’.

Com o programa na sua recta final, Helena Forjaz, directora de comunicação da Media Capital, considera que o balanço não poderia ter sido mais positivo. Sobretudo a aposta em Maria Cerqueira Gomes que, no concurso, teve a sua prova de fogo, ao assumir a apresentação sozinha e apenas quatro meses depois de ter chegado à estação.

Ainda que o programa nunca tenha chegado à liderança das audiências ao domingo à noite, a verdade é que a nova estrela conquistou a confiança do canal.

Em declarações à revista ‘TV 7 Dias’, a diretora de comunicação afirma que a escolha de Maria foi uma aposta ganha e que a apresentadora soube gerir bem toda a pressão de ser a sucessora de Cristina Ferreira.

“Foi uma aposta muito bem conseguida. A Maria está cada vez melhor, mais à vontade. É linda, trata bem as pessoas e tem a sua própria alegria”, diz Helena Forjaz. E reforça: “Encontrou o seu próprio espaço, sem complexos de quem fazia antes ou depois, não tenta ser ninguém”, numa clara referência a Cristina Ferreira. “Era muito ingrato para ela [suceder à estrela da SIC], mas a Maria revelou imensa coragem”, declara.

Como que a confirmar esta opinião da directora de comunicação da Media Capital, esta semana, Maria Cerqueira Gomes conseguiu um pico de liderança nas audiências audiência durante o ‘Você na TV‘ de quarta-feira, dia 17.

Com Manuel Luís Goucha de férias, o programa chegou a ser mais visto do que ‘O Programa da Cristina’ da SIC.

O momento alto foi alcançado durante a conversa com José Castelo Branco. A entrevista foi o momento mais visto na manhã desta quarta-feira.

Sou jornalista desde sempre, diria. Comecei na rádio, no tempo em que ‘explodiram’ as rádios locais. Mais tarde, o ‘bichinho’ do jornalismo regressou e eu voltei, desta vez para as revistas. Trabalhei 11 anos na Media Capital, na revista Lux. Gosto de artistas: actores, actrizes, cantores, gente da televisão… E gosto de escrever sobre eles, de conhecer o seu outro lado. Sou jornalista de formação, tenho a Carteira de Jornalista desde 1993 e isto é o que faço e farei. Para o resto da vida. Provavelmente.

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING