Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Maria Botelho Moniz recorda morte do noivo: “Senti fisicamente a minha alma a morrer…”

PUBLICIDADE

Em entrevista para a revista ‘Activa’, Maria Botelho Moniz recordou a partida do noivo, vítima de um acidente de mota em 2014…

Publicado

em

Maria Botelho Moniz/Instagram

Por ocasião de ser a capa da revista ‘Activa‘ do mês de dezembro, Maria Botelho Moniz concedeu uma entrevista à publicação onde falou sobre vários aspetos da sua vida pessoal e profissional.

PUBLICIDADE

Um dos temas incidiu na morte de Salvador Quintela, seu noivo na altura, num acidente de mota em 2014: “Foram 10 anos de vida em comum, éramos namorados e os melhores amigos. Tínhamos falado em casar dali a seis meses e tudo acabou da pior forma, com um telefonema a meio da noite a comunicar-me a morte dele“, recordou.

Não dá para passar por cima. O dia 20 de março de 2014 estará para sempre cravado e gravado em mim e na minha vida. Ninguém continua a mesma pessoa depois de um golpe daqueles […] Há coisas que não são as mesmas desde então. Naquele momento, senti fisicamente a minha alma a morrer“, afirmou.

Duas semanas depois da morte do companheiro, Maria dedicou-se ao trabalho mas depressa a sua mãe percebeu que a filha não estava bem e fez com que recorresse a ajuda psicológica: “Eu, que sempre fui tão ativa e alegre, de gargalhada alta, de repente estava reduzida a cacos. À minha mãe pareceu óbvio que eu tinha de me sentar com alguém“.

Eu não queria falar com alguém que não conhecia, achava que não me iam perceber… Mas depois foi maravilhoso. Acho mesmo que foi essencial para que tudo ficasse bem feito, para depois avançar com a minha vida“, conclui.

PUBLICIDADE

Licenciado em Comunicação e Media e Mestre em Jornalismo e Comunicação, escrevo sobre televisão, reality shows, famosos e entretenimento...

COMENTÁRIOS

TRENDING