Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Manuela Moura Guedes e Carlos Cruz arrasam TVI e Cristina Ferreira

PUBLICIDADE

Manuela Moura Guedes tem atacado o jornalismo da TVI e Carlos Cruz lançou farpas a Cristina Ferreira… Ora veja!

Publicado

em

Por

Manuela Moura Guedes tem criticado o jornalismo português e da TVI diversas vezes. Entre eles quando marcou presença no ‘Dia de Cristina’, na TVI, onde afirmou que o jornalismo feito em Portugal se molda ao poder.

PUBLICIDADE

 “Não tenho muito respeito pela classe jornalística em Portugal. Não tenho porque eles moldam-se ao que está instituído. Na altura, estavam completamente moldados ao poder”, atirou Manuela Moura Guedes.

A 25 de janeiro, a jornalista arrasou a informação da TVI através de um comentário a uma publicação no LinkedIn de Anselmo Crespo – diretor de informação da TVI – onde estava a fotografia de José Alberto Carvalho com o slogan “estamos aqui, por si”.

“Muito mau este “estamos aqui, por si” (…) Se há atividade que mais diretamente se dirige aos outros é a televisiva . É claro que, em tempos de pandemia, com esta frase, pretende-se dar a ideia de um esforço e abnegação acrescidos ao serviço das pessoas e do bem comum tentando fazer uma aproximação a outras classes profissionais, como as da Saúde”, disse.

A jornalista não ficou por aqui e acrescentou ainda: “Conseguem? Duvido muito , só se for mesmo com aqueles que se enternecem com as mensagens líricas e de poesia caseira com que somos brindados, de vez em quando. Não é um bom serviço, esta(r)mos aqui por si, jornais enormes praticamente preenchidos com informações sobre a pandemia que, muitas vezes, passados um, dois dias são contraditórias. Para além do mais, faz mal, dá ideia que mais nada ocorre no País e no Mundo”.

PUBLICIDADE

Já Carlos Cruz também atacou a TVI, não a informação como fez Manuela Moura Guedes mas, o entretenimento. À conversa com Leonor Poeiras, no podcast ‘Levantar Poeira’, focou as suas criticas em Cristina Ferreira, a diretora de ficção e entretenimento do canal televisivo.

“A pergunta que eu faço é uma espécie de um, dois, três: Cristina, tem aqui um milhão de euros, tem aqui estas notícias todas a seu respeito, divulgação, e tenho aqui um lugar de mando, com poder. Um, dois, três, qual é que rejeita? Acho que ela não rejeita nenhuma, fará sempre o possível para ter todas”, atirou o ex-apresentador.

“A pergunta é se há um limite para o crescimento ou não. Se há ou não saturação do produto. Como ela é uma pessoa extremamente exuberante e como gosta de gabar-se dos seus sucessos, não sei onde é que aquilo a poderá conduzir”, disse, acrescentando que “ela às vezes não tem noção”, referindo-se ao cenário do ‘Dia de Cristina’. Para Calos Cruz, “o cenário abafava o programa todo… O espetador era distraído pelo cenário”.

COMENTÁRIOS

TRENDING