Segue-nos

Famosos

Manuela Moura Guedes dá resposta a Luísa Sobral e ‘atira’: “Podia ter mandado mensagem, é o que eu faço…”

Manuela Moura Guedes foi ‘confrontada’ com as palavras de Luísa Sobral e decidiu reagir…

Publicado

em

Por

Manuela Moura Guedes dá resposta a Luísa Sobral e ‘atira’: “Podia ter mandado mensagem, é o que eu faço…”
Reproduções | Redes sociais

Depois de ver a publicação de Luísa Sobral sobre aquilo que escreveu, na sua conta de Facebook, a propósito do discurso de Cristina Ferreira na Web Summit, reproduzido na rubrica “Extremamente Desagradável”, Manuela Moura Guedes decidiu fazer um esclarecimento, deixando ainda uma resposta à cantora.

Na tarde desta quarta-feira, 9 de novembro, a jornalista partilhou um longo texto, onde defendeu a sua posição, deixando bem claro que, ao contrário do que referiu Luísa Sobral, não fez bullying a quem quer que seja.

“Luísa, não a conheço e confesso que tive de verificar se era a irmã de Salvador Sobral. Não leve a mal mas, actualmente, é muito raro “frequentar” redes sociais. (…) Fiquei admirada por ter escolhido o Instagram para me dizer, a mim, o que pensava sobre um desabafo meu. Podia ter mandado uma mensagem… é o que eu faço quando tenho algo a dizer a alguém, em particular”, começou por escrever.

Manuela Moura Guedes reforçou depois que apenas expressou a sua opinião sobre um assunto, explicando que foi por tudo isto e muito mais que se “afastou” das redes sociais.

E continuou depois com a sua mensagem dirigida a Luísa Sobral, que a acusou de ter feito bullying com o seu post.

“Prezo muito a inteligência e o sentido de humor, essenciais para se avaliar seja o que for, principalmente situações ridículas com que nos deparamos diariamente, envolvendo-nos ou não. É muito importante e saudável que uma sociedade esteja apta a conviver com a crítica e não a confunda com mais nada, sem isso não há Liberdade nem Democracia”, frisou.

Manuela Moura Guedes considerou “perigosa” a observação da cantora, sublinhando que irá sempre expressar aquilo que pensa.

“A tendência actual para encaixar tudo (…) em categorias como o bullying, o racismo ou a descriminação é muito perigosa porque tem como objectivo anular a liberdade de expressão (…) E que venha a primeira pessoa a acusar-me de qualquer um destes comportamentos! Não resisto, volto a frisar, a dizer o que penso quando há situações injustas, de má gestão pública ou ridículas, das que envergonham enquanto seres pensantes e enquanto mulheres”.

Leia abaixo o texto na íntegra:

COMENTÁRIOS

TRENDING