Segue-nos
PUBLICIDADE

Familia

Mãe perde filho de 3 anos e só foi buscar 14 horas depois porque “estava cansada”

PUBLICIDADE

Publicado

em

Uma mulher de 34 anos, de nacionalidade britânica, que vive em Torrevieja (Alicante), enfrenta agora a justiça espanhola, depois de ser acusada do crime de abandono de menores, por ter deixado o seu filho, de apenas três anos, a cargo da Polícia Local durante 14 horas.

PUBLICIDADE

A criança estava perdida numa área de esplanadas desta cidade turística de quase 85 mil habitantes, e foi localizada pelos agentes, com os pés descalços e em pijama, mas a mãe só procurou a criança no dia seguinte.

Segundo as autoridades, a mãe alegou que estava “cansada”, e “tranquila”, porque lhe disseram que o filho estava com as autoridades municipais.

A mulher está em liberdade condicional até ao julgamento, e o filho está sob a guarda temporária dos serviços sociais.

De acordo com o jornal Las Provincias, na quarta-feira passada a mulher, que estava com alguns amigos, perdeu o menino às oito e meia da tarde, enquanto caminhava pelas ruas de Torrevieja.

PUBLICIDADE

Um empregado de um restaurante de fast-food viu o menino a andar sozinho no passeio Paseo Juan Aparicio, descalço e sem qualquer identificação. Contactou o 112, e a polícia local foi ao local e recolheu o pequeno.

Durante horas, os agentes investigaram se o seu desaparecimento tinha sido reportado, mas ninguém o reivindicou o desaparecimento, e não houve denúncias.

PUBLICIDADE

O pequeno estava calmo, embora ele mal conseguisse responder as questões dos policias.

O mesmo empregado que deu o alerta, explicou ao jornal que depois de a Polícia local ter levado a criança sob custódia, viu uma mulher na mesma área “procurando algo” às nove e meia da noite. A mulher disse-lhe que tinha perdido o filho, e ele disse-lhe que o menino estava nas instalações da polícia local.

Por volta da meia-noite, e sem notícias da mãe, a criança foi levada para o Hospital Universitário de Torrevieja para um check-up. Tanto a polícia como a equipa do hospital acompanharam a criança durante a noite, até ao final do turno de trabalho.

A mãe não ligou para a polícia local até as oito e meia da manhã do dia seguinte, é só não foi procurá-lo às dez e meia. No total esta mãe demorou 14 horas desde que o perdeu de vista até ir buscá-lo.

PUBLICIDADE

Conforme relatado pela cadeia SER , que cita fontes próximas à investigação, a mãe afirma que “deixou a criança a brincar com outras crianças enquanto tomava uma bebida” e que, “ao sair do estabelecimento”, ela não o viu, mas que lhe disseram que o filho estava com a polícia local, o que a tranquilizou, e como estava “cansada”, foi “para a cama”.

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para pedrolopes@hiper.fm

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

COMENTÁRIOS

TRENDING