Segue-nos
PUBLICIDADE

Actualidade

Lutou contra o agressor e ele ficou bem pior que ela….”Not today, M**F**er!”

PUBLICIDADE

Kelly criou um autentico “grito de guerra” e a sua história é já uma inspiração, “A minha cara esta marcada, o meu corpo está dorido, mas o meu espírito está intacto…”

Publicado

em

Por

Kelly Herron, de 36 anos, natural de Seattle, EUA, fazia a sua corrida habitual de domingo quando foi atacada por um predador sexual numa casa-de-banho publica.

PUBLICIDADE

Mas o que o agressor não fazia ideia é que Kelly Herron, 3 semanas antes, andou num curso de defesa pessoal e estava pronta para aplicar os seus melhores movimentos.

Ao jornal Mirror, a mulher conta que o predador a atacou na casa-de-banho, deitando-a ao chão preparando-se para a violar, levando-a a pensar de imediato que, o  pior pesadelo estava prestes a acontecer.

Mas Kelly rapidamente reagiu e a sua determinação deu a volta ao final desta história pondo em prática o que havia aprendido, “Not today, motherf***er”, é o que mais se lembra de ter gritado enquanto se defendia.

My biggest running nightmare became reality- 4 miles into my long run Sunday afternoon, I stopped to use the restroom and was assaulted by a man hiding in a stall (that is my GPS in red lines). I fought for my life screaming(“Not today, M**F**er!”), clawing his face, punching back, and desperately trying to escape his grip- never giving up. I was able to lock him in the bathroom until police arrived. Thankfully I just took a self-defense class offered at my work and utilized all of it. My face is stitched, my body is bruised, but my spirit is intact. #fightingchanceseattle #ballard #runnersafety #marathontraining #womensselfdefense #myballard #fightlikeagirl #fightback #dontbeavictim #nottodaymotherfucker #youcantbreakme #instarunners #garmin #garminvivosmarthr

Uma publicação partilhada por Kelly Herron (@run_kiwi_run) a

PUBLICIDADE

Nas redes sociais Kelly criou um autentico “grito de guerra” e a sua história é já uma inspiração para que muitas outras mulheres aprendam a defender-se.

“A minha cara esta marcada, o meu corpo está dorido, mas o meu espírito  está intacto…”

#nottodaymotherfucker

PUBLICIDADE

Apesar de não ter ficado muito bem tratada, Kelly conseguiu trancar o homem na casa de banho até que a policia chegasse para a ajudar , o agressor foi preso, julgado e bem “amassado”.

Desde 2005 que te conto, todos os dias, as histórias mais frescas sobre música, famosos e redes sociais... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para analeao@hiper.fm

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

COMENTÁRIOS

TRENDING