Segue-nos

Famosos

Luísa Castel-Branco considera que ser pai aos 70 anos “é um ato de egoísmo”

A escritora comentou a recente fotografia que Nuno da Câmara Pereira publicou com o filho de um ano e meio.

Publicado

em

Por

Luísa Castel-Branco considera que ser pai aos 70 anos “é um ato de egoísmo”
Reprodução redes sociais

Luísa Castel-Branco considera que ser pai aos 70 anos é um “ato de egoísmo”. A escritora deixou clara a sua opinião no programa ‘Dois às 10’ desta quarta-feira, da 31, quando comentava a fotografia que Nuno da Câmara Pereira partilhou com o filho mais novo.

Sete meses depois de ter confirmado que foi pai de um menino, fruto de um caso extraconjugal, o fadista de 73 anos mostrou-se num momento de mimo com o pequeno Vasco António.

“A família dele, a mulher e os filhos, não sabia. Não sei qual é a situação dele neste momento, se vive com a mulher ou com a mãe do filho…”, começou por dizer a escritora. “Acho que é um ato de egoísmo [ser em idade tão avançada]. A esperança de vida são 80 e poucos anos. Este miúdo vai ter muito pouco tempo de pai”, acrescentou.

Merche Romero, por sua vez, afirmou que “não se pode pensar assim porque não foi uma coisa programada”. “O assumir já é bom. Muitas pessoas na situação dele não assumiam. Ele assumiu e adora mostrar esta união. É um exemplo”, acrescentou.

Luísa Castel-Branco, contudo, não partilhou da mesma opinião: “Não acho exemplo nenhum. A mulher dele é capaz de não achar exemplo nenhum”.

Veja o momento aqui.

Leia também: Nuno da Câmara Pereira partilha foto do filho mais novo, fruto de caso extraconjugal

TRENDING