Segue-nos

Famosos

Luís Osório revela história do pai de Gonçalo Ramos: “Foi esse o segredo que […] guardaram até ontem…”

PUBLICIDADE

A carreira de Manuel Ramos, também ex-futebolista, foi recordada por Luís Osório…

Publicado

em

Por

Luís Osório revela história do pai de Gonçalo Ramos: “Foi esse o segredo que […] guardaram até ontem…”
Reprodução | Instagram

Luís Osório tem habituado os seguidores aos seus “Postais do Dia” que nas redes sociais, e agora também na rádio TSF, vai revelando aos seus leitores e ouvintes.

Nesta quarta-feira, 7 de dezembro, o jornalista recorreu ao Facebook para recordar a história de vida do pai da “estrela do momento” na seleção nacional, que também foi futebolista e uma grade promessa: Manuel Ramos.

PUBLICIDADE

“Eu vi jogar Manuel Ramos. Era pequenino, muito mexido, rápido e agressivo. Jogava sempre pelo lado direito, marcava golos e entusiasmou durante três ou quatro épocas os adeptos do Farense. Muito jovem, e já na primeira divisão, não faltava quem apostasse no seu sucesso”, explica Luís Osório.

“Nas bancadas do São Luiz houve quem dissesse que o Ramos poderia chegar muito longe, quem sabe ao Benfica, ao Porto ou ao Sporting, quem sabe ter uma carreira no estrangeiro, o céu era o limite para aquele pequeno alentejano da Amareleja. Manuel cresceu na ideia de que poderia vir a ganhar muito dinheiro no futebol. Nessa esperança teve os seus filhos. Nessa esperança nasceu Gonçalo – precisamente no ano em que o pai saiu do Farense para o Salgueiros”, pode ler-se ainda.

Mais à frente no texto, Luís Osório revela como “decaiu” a carreira futebolística de Manuel Ramos, ao passo que nos anos seguintes teve “sucesso”: “Foi uma triste coincidência pois os sonhos do pai começaram a desvanecer-se por essa altura. Foi desaparecendo dos olhares. Deixou de jogar na primeira divisão. Deixou de ganhar o dinheiro que um dia pareceu poder estar ao seu alcance. Teve de se fazer à vida, arranjar outros trabalhos, zelar para que a sua família, os seus filhos, para que o pequeno Gonçalo não tivesse que passar por necessidades. O Manuel teve sucesso. Nunca lhes faltou nada”, pode ler-se.

PUBLICIDADE

“E ontem, quando vi Gonçalo Ramos marcar três golos à Suíça, ao ver a FIFA a destacá-lo como uma estrela que nasceu, pensei no pai. No que deve ter recordado. No dia em que viu o filho partir de Olhão para Lisboa. Sozinho, com 13 anos e um contrato para jogar nos iniciados do Benfica”, confessou ainda Luís Osório.

Leia aqui o texto na íntegra:

COMENTÁRIOS

TRENDING

v