Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Luís Osório arrasa Cinha Jardim: “Que horror, que vergonha, que nojo…”

PUBLICIDADE

O jornalista foi (muito) duro nas palavras, e mostrou-se perplexo com a complacência da TVI…

Publicado

em

Por

Reproduções/Redes sociais

Luís Osório recorreu ao seu “Postal do Dia” para se pronunciar sobre Cinha Jardim, lembrando o percurso de vida e as origens da comentadora da TVI, para arrasar por completo a postura que tem tido nos painéis de comentário da estação, pondo ainda em causa como é possível o canal dar cobertura a certas atitudes.

O jornalista mostrou-se chocado com os recentes comentários da socialite no “Big Brother”, e não teve meias palavras começando por considerar que “é particularmente obsceno ouvir Cinha Jardim”.

PUBLICIDADE

“1. Cinha Jardim que já foi namorada de Pedro Santana Lopes e mais umas quantas coisas menos relevantes, continua a fazer comentários na TVI sobre tudo o que acontece na casa dos segredos onde rapazes e raparigas nos oferecem o melhor de si para que um dia, se tudo correr mal no planeta, o “criador” não se arrepender quando resolver encomendar a nossa alma ao esquecimento”, começa por lembrar.

“2. Cinha Jardim é filha de Jorge Jardim, durante muitos anos um homem de confiança de Salazar em África. Um pai que enriqueceu e construiu um império em Moçambique. Cinha cresceu no orgulho de ser filha de um homem que era um aventureiro e um vencedor, um homem pragmático que fez o que foi preciso em nome de uma ideia de Império que só podia confluir num Portugal do “Minho a Timor”.”, pode ler-se.

“3. Desculpem a introdução para ir ao que me interessa. Na televisão, nos seus sempre elucidativos comentários, Cinha Jardim disse assim a propósito de um qualquer cozinhado da casa de segredos: “Em minha casa não há douradinhos, pretinhos ou escurinhos”. Disse-o como se fosse uma piada”, lembra o jornalista.

“Não é a primeira vez – há uns largos meses, chamou de pretinho um concorrente de uma outra edição da casa. E quando aconteceu a polémica de Marega – o ataque racista de que foi alvo – Cinha Jardim também foi muito clara sobre o que lhe vai dentro da cabeça”, considera ainda Luís Osório.

PUBLICIDADE

Veja aqui a publicação:

COMENTÁRIOS

TRENDING