Familia

Lucy, a menina que envelhecia mais rápido, morreu aos 8 anos

PLucy Parke, uma menina irlandesa, sofria do Síndrome de Hutchinson Gilford, mais conhecido apenas como Progeria.

Lucy morreu no dia 1 de Janeiro, com apenas 8 anos. A informação foi avançada ontem pelo Daily Mail, que entrevistou os pais de Lucy, cuja doença rara afeta uma em cada oito milhões de pessoas.

Existem “apenas” 100 casos conhecidos em todo o mundo.

Stephanie Parke, mãe de Lucy, sempre deixou claro que a menina era uma criança feliz. Stephanie e o marido, David Parke, têm outros três filhos (Jake, Jenny e Ben), que nasceram sem a doença.

“Perdemos a nossa preciosa Lucy. O corpo estava fraco, mas o coração era forte. O seu amor pela vida, e o seu maravilhoso sorriso, faziam-nos orgulhosos por ser os seus pais”, afirmou a família, em comunicado.

No funeral de Lucy, em vez de pedirem para que as pessoas enviassem flores em homenagem à filha, Stephanie e David pediram que o dinheiro fosse doado ao Northern Ireland Children’s Hospice, e a instituições que ajudaram Lucy nos tratamentos necessários durante a doença.

A Progeria (que, do grego significa “envelhecimento prematuro”) é geralmente diagnosticada ao segundo ano de vida dos pacientes.

A vida e o exemplo de Lucy serviram de inspiração para crianças com condições de saúde igualmente difíceis.

COMENTÁRIOS

To Top