Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Ljubomir Stanisic exige apoios para a restauração: “Estamos com a corda ao pescoço”

PUBLICIDADE

Ljubomir Stanisic junta-se a manifestantes do setor da restauração para exigir isenção do IVA e descida da TSU.

Publicado

em

Por

Ljubomir Stanisic/Instagram

Face à situação pandémica e ás restrições impostas pelo Governo, o setor da restauração iniciou protestos “apartidários” e “apolíticos” onde, exigem apoio Estatal para conseguirem ultrapassar a crise.

PUBLICIDADE

Esta sexta-feira, 13 de Novembro, ocorreu o primeiro protesto na Avenida dos Aliados, no Porto. E este sábado, dia 14, a manifestação continua no Rossio, em Lisboa. Ljubomir Stanisic dá o rosto pela causa.

O chef esteve no jornal Edição da Noite, da SIC Notícias, onde falou sobre a manifestação dos empresários do sector da restauração, bares, turismo e comércio. Ljubomir defende que o Estado está a “atirar poeira para os olhos”, e que são necessárias medidas de apoio aos empresários que estão “com a corda ao pescoço”.

A isenção do IVA até dezembro de 2021 e a descida da TSU até 30 de Junho do mesmo ano, são as “principais” medidas que os manifestantes exigem.

Relativamente aos confrontos na manifestação do Porto, Ljubomir afirma à SIC Noticias que “o que  aconteceu no Porto não foi nada de grave”. “Acenderam tochas negras e vermelhas como símbolo da morte da restauração no Porto, porque faliram muitos restaurantes”, explica. Apesar de se terem incendiado caixões, o que gerou confusão, o chef garante ainda que “houve ali discussão mas não houve porrada”. E em relação a Lisboa, promete que a manifestação é “pacifica” e vai cumprir as regas de segurança da DGS.

PUBLICIDADE

Ljubomir Stanisic foi ainda convidado por Bruno Nogueira para o seu direto, no Instagram, na noite de sexta-feira. O chef que perdeu “980 mil euros em prejuízo” este ano, surgiu com “uma nova farda” onde, tinha os braços atados. Uma forma simbólica de se pronunciar contra a precariedade na restauração.

COMENTÁRIOS

TRENDING