Segue-nos
PUBLICIDADE

Mundo

Levou gravidez até ao fim para poder doar os órgãos da filha que nasceu com doença terminal

PUBLICIDADE

Publicado

em

“Nós sabíamos que ela tinha um propósito”: Esta mãe revelou assim o motivo da sua dolorosa decisão de levar a gravidez da sua bebé, doente, até ao fim, para que ela pudesse doar os órgãos da criança, e desfrutar apenas de 15 horas de vida com ela.

PUBLICIDADE

Segundo conta o Daily Mail, Abbey Ahern, de 34 anos, que vive em Cashion, no estado de Oklahoma, ficou devastada quando lhe disseram que sua filha era “incompatível com a vida”.

A bebé, que Abbey e o seu marido Robert, também com 34 anos, chamaram de Annie, foi diagnosticada com uma doença terminal durante a gravidez.

Ainda assim, eles decidiram ir em frente com a gravidez, para que eles pudessem desfrutar da filha durante 15 horas e 58 minutos de vida, e depois doar os seus órgãos para salvar vidas.

Alguns dos órgãos não eram viáveis para transplante, devido aos baixos níveis de oxigênio, mas alguns foram utilizados para investigação, e eles foram capazes de doar as válvulas cardíacas.

PUBLICIDADE

O defeito, que significa que o bebê tem um cérebro subdesenvolvido, e crânio incompleto, afeta cerca de um em cada 1000 fetos, a maioria dos quais terminam em aborto.

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para pedrolopes@hiper.fm

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

COMENTÁRIOS

TRENDING