Famosos

Júlio Isidro acusa gerente de loja: “rude, agressivo e arrogante”

“Depois de muitas fintas, a Sandra lá conseguiu manifestar por escrito o sentimento de humilhação a que tinha sido sujeita.”

Julio Isidro / facebook

Júlio Isidro usou as redes sociais para partilhar uma situação que ocorreu com a sua esposa e filhas na loja de uma operadora telefónica, no centro comercial Cascais Shopping.

O apresentador começa por explicar que “lá em casa” prima-se pela educação e que  lá porque o pai trabalha na televisão não fazem uso disso e nem tão pouco gostam de reclamar ou protestar, mas, por vezes é preciso.

“Nós cá em casa somos educados. Nós não exibimos estatuto de diferentes só porque o pai trabalha na televisão. Nós não gostamos de reclamar, de protestar, de polemizar. E muito menos de fazer queixas públicas porque nem tudo se pode tratar nos “balneários”.”

Em causa está uma situação ocorrida com as filhas e a esposa numa loja da operadora, que segundo relata o apresentador, foram tratadas de forma, rude arrogante e agressiva, pelo gerente da loja que se recusou inclusive a resolver o assunto:

“À quarta tentativa para resolverem as suas inscrições no tarifário WTF, depois de terem feito o pagamento à cabeça, há dois meses, foram abordadas pelo gerente, um jovem tão ambicioso na escalada na empresa quanto, rude, agressivo e arrogante, que , não as deixando falar, lhes disse, entre outras “elegâncias”:- Não percam tempo porque não vos devolvo o dinheiro – Vão às 63 lojas NOS para ver se alguma vos paga – Já perdi muito tempo convosco – voltando costas com a atitude imberbe do dever cumprido.”

Júlio Isidro refere ainda que os funcionários tentaram a todo o custo não lhes fornecer o Livro de Reclamações, mas que conseguiram que acontecesse e a reclamação foi feita por escrito:

“Foi difícil que os funcionários da loja, entregassem o Livro de Reclamações. Depois de muitas fintas, a Sandra lá conseguiu manifestar por escrito o sentimento de humilhação a que tinha sido sujeita.”

Na sua publicação o apresentador usa a imagem da operadora e ataca não só o gerente e os restantes funcionários, principalmente quem vendeu anteriormente o serviço às filhas, como a empresa garantindo que o assunto não ficaria por ali e que com toda a certeza o iria resolver:

“Eu sei que a administração da NOS é composta por jovens, desde o CEO senhor Miguel Nuno Santos Almeida. Mas quero acreditar que querem que o negócio progrida com base num serviço feito de civismo e urbanidade. Não estamos apenas a pedir o dinheiro de volta, mas uma volta nestes comportamentos que podem fazer a NOS perder algum dinheiro. Cá com a família já está garantido.”

Vê o post na integra:

COMENTÁRIOS

To Top