Segue-nos

Famosos

Júlia Pinheiro revela planos para futuro (próximo): “A minha vida pública termina em dois, três anos…”

A comunicadora confessou algum cansaço por estar há 20 anos no daytime e revelou os planos para o futuro…

Publicado

em

Por

Júlia Pinheiro revela planos para futuro (próximo): “A minha vida pública termina em dois, três anos…”
Reprodução Redes sociais

Numa entrevista reveladora à entrevista à SIC Mulher, Júlia Pinheiro recordou a sua carreira profissional na televisão, mas também ‘abriu o coração’ para falar sobre aspetos da vida pessoal.

Durante a entrevista, a apresentadora do programa “Júlia”, da SIC, afirmou que “no dia em que sair da antena”, a sua “vida pública terminará” e ainda revelou o plano para o futuro: “Termino a minha vida pública com este programa, a não ser que apareça outro formato”, declarou, mostrando que não sabe o que o canal tem preparado para si nos próximos tempos.

A apresentadora de 60 anos ainda garantiu que pretende terminar a carreira televisiva muito em breve: “Uma coisa que me dá prazer é o mundo dos podcasts, que, no fundo, é a minha primeira pele, a rádio. Desenvolvo outros, tenho projetos nesse sentido. Vejo-me a fazer isso, mas a minha vida pública termina em dois, três anos”, revelou.

A comunicadora ainda mostrou algum cansaço: “E vou felicíssima. Não ter de me maquilhar todos os dias… Estou farta de ter tinta na cara. Estou a falar do processo de liberdade. As pessoas não têm noção porque a nossa vida para o espectador é instagramável e glamorosa, o compromisso diário do daytime, de vires num determinado horário para não comprometeres toda a linha de montagem, de indústria”, acrescentou.

Júlia Pinheiro explicou que tem um horário a cumprir e se chegar momentos mais tarde do que o previsto, já compromete o trabalho de toda a equipa: “Eu não me posso atrasar. Mas estou muito cansada, eu tenho 20 anos de daytime e cada vez que falto fico completamente torcida, porque sinto que estou a faltar a um compromisso que é muito sério. E que é o meu. Mas estou muito cansada dessa obrigação diária de não ter a liberdade de ter um impulso. Só o posso ter ao fim de semana ou nas férias, que são muito magrinhas. Quando estão a começar, já acabaram”, terminou.

Veja aqui a entrevista.

Leia ainda: Júlia Pinheiro recorda início da carreira e revela o “pior programa de televisão”: “Era muito mau…”

COMENTÁRIOS

TRENDING