Segue-nos

Mundo

Jovem de 17 anos, vítima de bullying na escola e no trabalho, suicida-se

Publicado

em

Kenneth Suttner, de 17 anos, suicidou-se no final de 2016 depois de ter sido vítima de bullying várias vezes pela sua chefe, num restaurante onde trabalhava, por colegas e até mesmo professores na escola que frequentava.

No dia 31 de Janeiro, o júri do Condado de Howard, no Missouri, Estados Unidos, condenou a gerente de loja onde Kenneth trabalhava, Harley Branham, de 21 anos, como responsável pelo suicídio do jovem. A decisão foi anunciada depois de inúmeras testemunhas terem situações em que Kenneth sofreu de violência verbal e física.

De acordo com o relato de uma colega de trabalho, a gerente ridicularizava obrigava Kennth a realizar tarefas que mais ninguém queria fazer, como limpar casas de banho. Numa dessas situações descritas, ele foi obrigado a fazer a limpeza à mão, e deitado de bruços. A chefe chegou a atirar-lhe comida, quando ele não limpava correctamente.

O jornal Columbia Missourian diz, no entanto, que depois de ser demitida do restaurante, a gerente admitiu que o tinha chamado de “gordo”.

Uma amiga de Kenneth revelou que ele sofria bullying na escola, por causa do peso e dificuldades na fala, e chegou também a ser vítima de insultos verbais por parte de uma professora. O caso nunca foi relatado à direcção da escola.

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING