Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

José Castelo Branco e a política: ” Se não me levarem a sério só perdem”

PUBLICIDADE

O marchant de arte confirma que já começou a recolha de assinaturas

Publicado

em

José Castelo Branco / Instagram

Anunciou recentemente a intenção de se candidatar às próximas eleições legislativa e até já criou o seu partido, o ‘Movimento de Justiça de Portugal’.

PUBLICIDADE

As reacções a esta intenção foram várias, a maioria ridicularizando José Castelo Branco.

Mas o socialite mostra-se indiferente e desvaloriza quem não o leva a sério.

Há muita gente que me leva a sério, a maioria dos meus votantes, não estou minimamente preocupado. Se não levarem a sério só perdem. A missão é uma e quando meto alguma coisa na cabeça ninguém me tira. Estou decidido a ajudar as minhas pessoas, a ajudar o meu público”, declarou ao site ‘Fama ao Minuto’.

Na entrevista, José Castelo Branco volta a denunciar a corrupção e a criticar a Justiça, ou falta dela.

PUBLICIDADE

A corrupção já enjoa, já mete nojo estar a ouvir aquelas vergonhas todas do que se passa no nosso panorama político e social. É vergonhoso! Depois ninguém vai para a prisão. Não põem na prisão os ‘Berardos’, os ‘Sócrates’ e essa gente toda… é uma vergonha o que se passa no nosso país. Os muitos poderosos roubam, roubam, roubam e estão maravilhosos cá fora e até dão gargalhadas. Não entendo que sociedade é a nossa, que justiça é que existe em Portugal. Os partidos só sabem dizer disparates e não fazem rigorosamente nada”, declarou.

Nesta sua demanda política, José Castelo Branco diz que não conta com celebridades na sua lista: “Não são as celebridades que me vão dar apoio, para celebridade já chego eu. Estou-me a rodear de pessoas sérias e pessoas capazes. Não são as celebridades que nos vão dar a credibilidade, o suporte. Não uso ninguém. Não vou ser igual aos outros. Vou marcar a diferença. O ponto é denunciar e ir contra toda a injustiça.”

Na entrevista ao ‘Fama ao Minuto’, José Castelo Branco confirma que já deu início à recolha de assinaturas.

PUBLICIDADE

Resta aguardar, para ver até onde vai esta intenção do marchant de arte.

Sou jornalista desde sempre, diria. Comecei na rádio, no tempo em que ‘explodiram’ as rádios locais. Mais tarde, o ‘bichinho’ do jornalismo regressou e eu voltei, desta vez para as revistas. Trabalhei 11 anos na Media Capital, na revista Lux. Gosto de artistas: actores, actrizes, cantores, gente da televisão… E gosto de escrever sobre eles, de conhecer o seu outro lado. Sou jornalista de formação, tenho a Carteira de Jornalista desde 1993 e isto é o que faço e farei. Para o resto da vida. Provavelmente.

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

COMENTÁRIOS

TRENDING