Segue-nos

Famosos

José Alberto Carvalho não se despediu da mulher que o ajudou a criar

O discurso emotivo de José Alberto Carvalho emocionou os portugueses…

Publicado

em

Por

TVI

O discurso emotivo de José Alberto Carvalho no final do “Jornal das 8”, da TVI, na passada semana, emocionou os portugueses.

O pivô revelava que tinha perdido uma pessoa próxima, e que por causa do vírus não se pode despedir.

“Hoje foi sepultada uma pessoa da minha família, que sempre foi muito importante na minha vida. Sucumbiu aos 93 anos. Não foi vítima da COVID-19, mas o virus tirou-me outra coisa: impediu que me despedisse dela. A cerimónia fúnebre foi reduzida, meia-dúzia de pessoas apenas, sem um abraço de conforto. Sem aquele pegar na mão para dizer força. O vírus rouba-nos até esta exigência moral de humanidade que é despedirmo-nos dos nossos mortos. E nunca, nem até nos campos de batalha mais sangrentos se deixam os mortos para trás”, desabafou o pivô da TVI.

Como revela a revista TV Guia, José Alberto Carvalho referia-se à sua tia Fernanda, a mulher que o ajudou a criar.

Ana Brito, da Funerária Veloso e Brito, localizada em Tábua, revelou à revista que Fernanda foi costureira, e que trabalhou a fazer panos para as urnas. “Era uma joia de pessoa”, revela.

“Há um ano a dona Fernanda deu uma queda, partiu uma perna, e foi a partir daí que a sua saúde se foi agravando. Teve problemas biliares, melhorou. Há cerca de um mês voltou a cair, partiu um braço: faleceu no sábado, dia 28, em casa dos pais do Zé, onde sempre morou”, revelou ainda Ana Brito, acrescentando que a ‘Ti Fernanda’, como era conhecida, ajudou a criar José Alberto Carvalho.

.

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING