Segue-nos

Famosos

Jorge Corrula revela infância difícil com morte da mãe e ausência do pai: “Hoje já não vivo zangado…”

A morte da mãe e ausência do pai, marcaram a infância de Jorge Corrula. O ator fez revelações inéditas à conversa com Júlia Pinheiro…

Publicado

em

Por

Jorge Corrula/Instagram

Numa entrevista inédita a Júlia Pinheiro, na SIC, Jorge Corrula contou, pela primeira vez,  detalhes da sua vida que ainda não tinha revelado.

Esta sexta-feira, 21 de Fevereiro, o ator ‘abriu a alma’ e recordou a sua infância marcada pela morte da mãe e ausência do pai.

Aos cinco anos de idade, Jorge Corrrula foi viver para o Alentejo depois da morte da mãe.

“Aos cinco anos eu não tinha noção do que é que estava a acontecer. Acho que só mais tarde é que senti essa falta”, relembra ao contar que a progenitora faleceu na sequência de uma septicemia.

Devida à idade que o ator tinha quando ocorreu a morte da mãe, conta que não tem memórias: “Não me lembro da voz, vejo fotografias mas não as reconheço”.

O vilão de ‘Golpe de Sorte’, na SIC, foi educado pela avó paterna que, segundo conta, nunca lhe deu afeto.

“Afeto não dava, nem sabia propriamente educar da forma como educamos hoje em dia promovendo as questões positivas”, recorda.

O pai do ator também nunca esteve presente o que lhe dificultou a infância e provocou frustração. “Hoje já não vivo zangado com isso. Foi uma coisa que resolvi há uns 10 anos atrás”, conta.

“Consigo perceber agora o contexto em que ele teve de abdicar da minha educação, de me ter presente (…)”, completou.

Veja aqui a entrevista.

.

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING