Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

João Francisco Lima: “Até à morte do meu pai, nunca tinha pensado em saúde mental…”

PUBLICIDADE

Diana Chaves e João Baião receberam João Francisco Lima para uma conversa sobre saúde mental…

Publicado

em

Reprodução/Redes sociais

Esta terça-feira, dia 8 de junho, Diana Chaves e João Baião receberam João Francisco Lima no programa ‘Casa Feliz’, para uma conversa sobre saúde mental, causa que passou a abraçar após a morte do pai Pedro Lima, que faleceu no dia 20 de junho de 2020.

PUBLICIDADE

O tema da saúde mental era uma coisa que não estava presente na minha vida até ao que aconteceu com o meu pai. A partir daí, a certa altura, decidi que estava a lidar com as coisas de uma forma um bocadinho diferente do que é expetável quando uma pessoa conhece alguém que passa por uma situação idêntica. E quando me comecei a aperceber, senti a necessidade de agir sobre isso“, começou por explicar.

Tinha duas hipóteses: passava por este processo sozinho e, eventualmente, recuperava – fazia o meu luto -, ou então tomava a decisão – que foi a que tomei – de não só fazer isso como também de tentar ajudar outras pessoas que precisassem de ajuda. Agora, são cada vez mais, e acho que as pessoas estão mais recetíveis a este assunto porque viram-se pela primeira vez – muitas delas – em situações dessas, e não sabiam o que fazer em relação a isso“, acrescentou.

De facto, estamos pouco educados para o tema da saúde mental e vai muito além do que são as doenças. Uma pessoa não está mentalmente saudável só por não ter nenhuma perturbação mental. Tal como não estamos saudáveis simplesmente porque não estamos doentes com algum órgão a funcionar mal. Uma pessoa não estar doente e estar saudável tem ali um bocadinho de diferença, e a mesma coisa acontece com a saúde mental“, prosseguiu.

João Francisco explicou que o trabalho que tem feito pretende “normalizar, sensibilizar e quebrar o estigma do protótipo da saúde mental” e sobre o qual faz um balanço positivo.

PUBLICIDADE

Vejo o psicólogo como se fosse uma espécie de um espelho que nos responde. Estamos numa conversa sozinhos mas temos do outro lado alguém que está a moderar essa conversa, que nos desafia e coloca questões às quais nós não queremos responder, mas que precisamos de responder para nos manter saudáveis mentalmente“, afirmou.

Depois digo que é um treinador de arrumar gavetas porque a maior parte das pessoas tende a esconder ou a reprimir alguns assuntos e considera-os resolvidos dessa forma. Depois eles acabam por ter um impacto nocivo na nossa saúde mental mais para a frente“, referiu.

Veja o vídeo aqui.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Casa Feliz (@casafeliz)

PUBLICIDADE

Escrevo sobre tudo e em qualquer circunstância. Movo-me pela vontade de contar histórias e adoro escrever sobre a televisão, os reality shows e os famosos, entre muitas outras coisas...

COMENTÁRIOS

TRENDING