Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

João Baptista reage à condenação por violência doméstica: “Errar é humano, preciso de me perdoar”

O ator, de 38 anos, foi condenado a 20 meses de prisão com pena suspensa.

Publicado

em

Por

João Baptista reage à condenação por violência doméstica: “Errar é humano, preciso de me perdoar”
Reprodução redes sociais

“É mais forte do que eu, vou ter de reagir ao que aconteceu”. Foi assim que na tarde desta quinta-feira, 15 de junho, João Baptista começou por quebrar o silêncio sobre a condenação por violência doméstica à ex-companheira, Dina Kelly.

“É um assunto que me envergonha muito. Acima de tudo, é para pedir desculpa às pessoas que ficaram tristes com a notícia e garantir que eu não sou assim. Não sou nenhum agressor. Vivi, sim, uma relação muito tóxica. Hoje em dia, passados sete anos, tenho noção disso e não me permitira viver um décimo do que vivi naquela relação”

PUBLICIDADE

“Quero que saibam que fui atacado num momento frágil da minha vida, estava apaixonado. Nem sequer tive como provar em tribunal a toxicidade vinda do outro lado. Nunca pensei em alimentar provas para condenar alguém que eu estava a amar. Em tribunal, não me defendi e muito menos ataquei. Só fui condenado por coisas menos corretas que fiz e estou a pagar por isso. Foi provado. Não tinha como provar nada, o telefone desapareceu-me na altura

O ator “agradeceu a todas as pessoas que o apoiaram” neste dias “muito difíceis”, pois, realça, “foi condenado por uma coisa que abomina e despreza”. “Errar é humano, preciso de me perdoar e que vocês me perdoem. Tenham noção que errar é humano, estamos sempre a aprender. Quero sempre acordar um homem melhor. […] Só quero amar-vos e ser amado por vocês”, acrescentou.

Vale notar que João Baptista reagiu publicamente uma semana depois de ser conhecida a sentença no Tribunal de Loures. O ator, de 38 anos’, foi condenado a 20 meses de prisão com pena suspensa e terá ainda que pagar 2.000€ de indemnização.

PUBLICIDADE

TRENDING