Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Joana Albuquerque chocada com vídeo polémico: “Violações são provocadas pelas miúdas…”

PUBLICIDADE

“Violações são provocadas pelas miúdas”, foi uma das frases que está a provocar polémica…

Publicado

em

Por

Reproduções/Redes sociais

A polémica instalou-se nas redes sociais nesta sexta-feira, 9 de julho, depois de um direto no Instagram onde José Castelo Branco teve consigo dois convidados e em que foi insinuado que a culpa das violações de raparigas entre os 13 e os 14 anos seria das próprias.

PUBLICIDADE

“A maior parte das violações que acontecem em Portugal – isto é muito mau de se dizer mas é verdade – infelizmente a maior parte delas, principalmente com crianças ditas ‘menores’ a partir dos 13/14 anos, são provocadas pelas próprias miúdas… e miúdos”, referiu um dos convidados do socialite que concordou inicialmente com o que foi mencionado.

Recorde aqui:

José Castelo Branco pediu entretanto desculpa pelo sucedido: “As minhas sinceras desculpas. É importante ficar claro que a violência sexual e violação são crimes de culpa única do agressor, não importa o lugar, hora, vestuário ou idade da vítima. Sofri dessa mesma violência sexual em criança e tem sido um processo muito difícil, que deixa marcas internalizadas dessa mesma opressão”, começa por escrever.

PUBLICIDADE

“Peço desculpa por isso mesmo, que nenhuma vítima de violência sexual se sinta culpada ou responsável. Como sociedade temos de oferecer uma rede muito ativa e forte de proteção e validação das vítimas e menores. Quero aprender a ser melhor”, pode ler-se ainda.

A polémica foi crescendo de tom ao longo do dia, e Joana Albuquerque mostrou-se chocada com o teor das afirmações que viu no vídeo e decidiu reagir: “Eu vi um vídeo onde diziam que a culpa das violações de miúdas com 13, 14 anos, ditas menores, eram culpa das próprias. Eu conheço pelo menos duas raparigas que foram violadas com 12, 13 anos, e posso-vos garantir que a culpa foi do próprio violador. Porque eram crianças, e não são maiores de idade. Vamos parar com esta cultura de culpar a vítima, culpar a mulher…”, começa por afirmar.

Veja o vídeo:

PUBLICIDADE

COMENTÁRIOS

TRENDING