Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Jéssica Athayde emociona-se ao falar da mãe: “Fazia imensos sacrifícios”

PUBLICIDADE

Jéssica Athayde revela que foi criada apenas pela mãe e as consequências na vida adulta de não ter tido um pai presente…

Publicado

em

Por

Jessica Athayde/Instagram

Este sábado, 10 de abril, Jéssica Athayde esteve à conversa com Daniel Oliveira, em ‘Alta Definição’. A atriz que se vai estrear na SIC este domingo, dia 11, no programa ‘Princípio, Meio e Fim’, abordou diversos aspetos da sua vida pessoal.

PUBLICIDADE

Fruto de uma relação extra conjugal, Jéssica Athayde emocionou-se ao falar da mãe, uma vez que foi criada sozinha pela progenitora, sem a presença do pai.

“A minha mãe é uma grande mulher e só consegui perceber isto depois de ser mãe. A minha mãe ficou sozinha comigo e com o meu irmão”, começou por contar, de lágrimas nos olhos.

“A minha mãe foi sozinha, trabalhava, fazia imensos sacrifícios para que não nos faltasse nada. E se há coisas que na minha adolescência eu me revoltei com ela foi porque eu era uma miúda estupida e mimada”, acrescentou, afirmando depois que a mãe hoje é uma “super avó”.

Quanto ao pai, a atriz conta que o progenitor raramente esteve presente na sua vida, sentindo que ele a deixou. “As motivações do meu pai não são muito válidas, mas para ele são e eu é que tenho de viver com isso… Toda a gente continuou com as suas vidas e está tudo bem”, declarou.

PUBLICIDADE

No entanto, esta relação (ou falta dela) com o pai trouxe consequências na vida adulta. “Obviamente que isto trouxe carências em relações. E a forma de eu nunca querer perder a minha independência e não conseguir ter uma entrega total com alguém porque, no fundo, tinha sempre um bocadinho de medo de ser deixada porque o meu pai também me deixou”, explica.

Veja aqui o excerto da entrevista.

Em conversa com Daniel Oliveira, Jéssica Athayde recordou ainda um episódio chocante de infância e a sua separação com Diogo Amaral, com quem tem um filho.

COMENTÁRIOS

TRENDING