Segue-nos

Famosos

Inês Herédia posa grávida e é criticada: “Quando eles perguntarem pelo pai que lhe vão dizer?”

A atriz e Gabriela Sobral preparam-se para receber Luís e Tomás e a cantora é capa da revista “Caras” desta semana…

Publicado

em

Inês Herédia/Instagram

Esta semana, Inês Herédia está na capa da revista Caras.

A edição já está nas bancas e conta com uma entrevista “sem tabus” à cantora e atriz, que está grávida pela primeira vez.

Na página de Instagram da revista foi já publicada uma imagem com a capa e pode ler-se:

“Esta semana na CARAS uma grande entrevista sem tabus com a atriz Inês Herédia. Já nas bancas. Quem vê CARAS, vê tudo!”.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Esta semana na CARAS uma grande entrevista sem tabus com a atriz Inês Herédia. Já nas bancas. Quem vê CARAS, vê tudo!

Uma publicação partilhada por Caras Portugal (@carasportugal) a

O que é certo é que momentos depois da publicação, as opiniões começaram a surgir. Na caixa de comentários, foram deixadas algumas mensagens face à gravidez de Inês Herédia.

Alguns seguidores questionaram o facto das crianças não terem pai e alguns deixaram mesmo críticas mais ‘duras’:

“Coitadinhas das crianças”, “Mas estas crianças têm um pai certo, não são duas mulheres que fizeram as crianças!!!! Quando elas perguntarem pelo pai que lhe vão dizer? mentir para crianças não é muito normal” e “A gaja é lésbica e está prenha ahahah os caprichos dos «avançados mentais»”, foram os comentários deixados.

Outros elogiaram a actriz e a sua gravidez: “Felicidades 😍😘 antigamente havia crianças que eram abandonadas pelas mães e pais eram crianças muito infelizes e marcadas sem amor tenho a certeza que estas crianças serão bem amadas e vão ter muito amor de duas mães ..😍😍…”, pode ler-se também na caixa de comentários.

De recordar que foi no passado dia 30 de setembro que Inês Herédia e Gabriela Sobral organizaram o ‘baby shower’ dos filhos gémeos, que estão quase a nascer.

Na sua página de Instagram, foi a atriz e cantora que partilhou várias fotografias da festa. Numa das quais, a futura mamã de Luís e Tomás partilhou um pormenor da festa e escreveu:

“De coração cheio, está feito o Babies Shower com os melhores amigos, família e parceiros que podia pedir para os meus filhos. Obrigada. Esta semana partilho tudo 💙💙 Venham Luís e Tomás, as mães estão prontas.”

Tenho 21 anos e sou formada em Comunicação. Apaixonada pelos media, acabei o curso e comecei a escrever aqui logo de seguida... Adoro rádio, televisão, música e sobretudo notícias... Todos os dias trago-te os destaques da vida dos famosos...

Famosos

Sofia Aparício recorda episódio de assédio sexual: “Agarrou-me pela cintura e puxou-me para ele…”

A atriz e modelo deu o seu testemunho e deixou uma mensagem importante a todas as mulheres…

Publicado

em

TVI/Site

Na passada sexta-feira, 15 de Fevereiro, Sofia Aparício marcou presença no Jornal das 8, da TVI, para falar sobre assédio sexual.

A atriz foi convidada por José Eduardo Moniz, juntamente com mais duas mulheres, para dar o seu testemunho enquanto vítima.

Depois de admitir terem sido “várias” as situações, a também modelo acrescentou depois:

Eu lembro-me de sentir sempre muita raiva e nojo. Nunca me cheguei a sentir-me humilhada, porque a verdade é que eu acabei sempre por resolver as situações naquela altura”, confessou.

Contando depois com mais pormenor como eram as situações, Sofia afirmou:

“Uma vez, uma pessoa que, hierarquicamente, estaria acima de mim, um diretor do projeto onde eu estava, agarrou-me pela cintura e puxou-me para ele. E como eu não gostava dele e como nunca lhe tinha dado azo ou abertura a isso…”, exemplificando depois: “Ou seja, não é porque eu estou assim vestida que eu estou a pedi-las…”.

O jornalista interpelou-a depois acerca de muitos homens acharem que a roupa, eventualmente, pode ter como objetivo gerar determinados tipos de apetites:

“Pois, não, não, não. Eu visto-me assim, porque eu tenho muito orgulho em ser mulher e gosto muito de me sentir feminina”, reforçou a atriz.

“E a liberdade dos outros acaba exatamente onde a minha começa. E a minha liberdade começa no meu corpo. E eu não admito que ninguém me toque sem a minha autorização. Mas isto acontecia-me mesmo em criança, no metro, em hora de ponta”, lembrou depois, acrescentando: “O assédio sexual, pelo menos na minha geração. Acho que a sociedade está a evoluir, de maneira que as pessoas têm mais respeito umas pelas outras e eu acho que a minha sobrinha já não passou por isso, felizmente. Mas eu lembro-me que deixei de andar de transportes públicos por causa disso, porque era apalpada, não sei dizer de outra maneira…

Confrontada depois com a pergunta: “Como é que resolvia essas situações?”, Sofia Aparício contou:

“Na realidade nunca pensei queixar-me, porque eu resolvia as situações. Duas vezes, dei um estalo, outra vez dei um empurrão e fechei a porta…”.

“Se eu não dou abertura àquela pessoa, se eu não dou confiança, eu não admito, só porque essa pessoa é meu superior hierárquico. Onde eu trabalho não há bem superiores hierárquicos: há o chefes de produção, há os diretores de projeto, mas, pronto, alguém que me poderia contratar e que várias vezes, pelo menos duas vezes, deixei de ser contratada por causa disso. Fui prejudicada profissionalmente, sim…“, admitiu.

A atriz terminou depois: “(…) Eu via, na altura, que aquilo que aquelas pessoas faziam comigo faziam também com outras pessoas que alinhavam. Eu não sei de histórias de pessoas que tenham alinhado obrigadas”.

Vê o video na íntegra aqui.

Continuar a ler

TRENDING