Segue-nos

Mundo

Incêndio Londres: duas crianças portuguesas internadas. Famílias já foram localizadas, e estão bem

Publicado

em

As autoridades britânicas anunciaram “um número indeterminado de mortos” no incêndio que consumiu um prédio habitacional de 27 andares, na zona oeste de Londres.

Foram localizados vários cadáveres no edifício, e “há um número indeterminado de mortos”, e de desaparecidos. No prédio, de 120 apartamentos, viviam quatro famílias portuguesas. Todas já localizadas.

O incêndio, de grandes dimensões, deflagrou às 1.15h, quando a maioria das pessoas estaria a dormir, na torre Grenfell.

As chamas continuam a ser combatidas pelos bombeiros, sendo que o edifício corre risco de colapso. O consulado português confirmou à TSF que várias famílias portuguesas residiam naquele prédio.

Chegou a temer-se que uma dessas famílias estaria entre as vítimas, mas os dados do consulado apontam para dois portugueses feridos. Não há, portanto, portugueses entre as vítimas mortais.

Segundo apurou o DN, duas crianças portuguesas estão internadas, e com prognóstico reservado. Os pais das crianças foram assistidos e estão bem de saúde, revelou fonte da Secretaria de Estado das Comunidades disse que esta era a terceira família portuguesa a residir no prédio, e que faltava ainda localizar.

O número de mortos não foi ainda determinado. Há 30 pessoas que foram transportadas ao hospital.

Segundo o porta-voz da Secretaria de Estado das Comunidades, as duas meninas estão em avaliação clínica.

Três famílias de portugueses e mais dois portugueses residiam no prédio em Londres que ficou destruído por um incêndio, informou a cônsul-geral de Portugal na capital britânica.

Joana Gaspar adiantou à agência Lusa que os restantes portugueses, contactados pelo consulado, estão bem, embora tenham perdido as suas casas.

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

TRENDING