Segue-nos
PUBLICIDADE

Notícias

Homem que comia sushi todos os dias, tinha uma ténia de 1,65m no intestino

PUBLICIDADE

Publicado

em

Dos Estados Unidos chega-nos a notícia de um homem que tinha uma ténia de 1,65 metros dentro do corpo, que cresceu devido à ingestão diária de sushi.

PUBLICIDADE

O caso foi divulgado recentemente, e aconteceu em Fresno, na Califórnia, em agosto do ano passado, mas só agora foi revelado pelo médico que realizou o tratamento, e atendeu o paciente no hospital. A “descoberta” foi revelada no podcast This Won’t Hurt a Bit.

O homem, cuja identidade não foi revelada, revelou ao médico que sentia um incómodo na barriga há vários meses, mas acreditava que eram apenas gases.

Numa ida rotineira à casa de banho, o homem diz que começou a sentir algo estranho e comprido a sair do corpo, tendo pensado que seria o próprio intestino.

Ao mexer percebeu que era algo vivo. O homem foi depois ao Hospital de Fresno, com a ténia enrolada em papel higiénico, e mostrou-a ao médico responsável.

PUBLICIDADE

Em declarações ao The Guardian, Kenny Banh, o médico que atendeu o homem no hospital, revelou que o parasita “ainda se estava a mexer quando o paciente o meteu no saco de plástico, mas que morreu até chegar ao hospital.”

No ano passado, também um português foi notícia com um caso semelhante: um homem de 32 anos, foi internado no hospital com fortes dores abdominais e vómitos, que duraram mais de uma semana.

PUBLICIDADE

Depois de alguns exames, descobriu-se que tinha um parasita alojado no intestino, e que a situação terá sido provocada por ter comido sushi. O caso foi divulgado num relatório publicado no British Medical Journal.

O caso foi analisado por quatro médicos portugueses do Hospital Egas Moniz, e do Hospital da Luz. Durante a observação no hospital foi possível perceber que existiam larvas de um parasita no revestimento intestinal, e exames complementares levaram à conclusão que o problema se deveu mesmo a uma refeição de sushi.

O parasita anisakis é provocado pelo consumo de peixe cru. A maioria das infeções foi diagnosticada no Japão, embora também no ocidente se registem vários casos como este.

A larva acabou por ser removida, e os sintomas do paciente foram dissipados.

PUBLICIDADE

Na investigação alerta-se os consumidores de sushi para estes problemas. Os médicos revelaram os sintomas, e deixaram alertas para casos do género.

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para pedrolopes@hiper.fm

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING