Segue-nos

Mundo

Foi dormir com o telefone a carregar ao lado, e quase não contava a história

“É o pior despertador que podes ter na sua vida”, desabafou o homem sobre o acidente, que causou queimaduras de segundo e terceiro grau…”

Publicado

em

Wiley Day, de 32 anos de idade, mora com a família no Alabama, nos Estados Unidos. Na noite de 22 de Março colocou o seu smartphone a carregar a bateria na extensão ao lado da cama, como faz todas as noites. Ele disse que “gosta de olhar o que está a acontecer nas redes sociais antes de dormir”, como muitos de nós fazemos.

Enquanto estava a dormir, um terrível acidente aconteceu: o colar que ele usava no pescoço, feito de metal, escorregou entre os fios expostos do seu carregador, e a extensão ao lado da cama. O calor e o choque elétrico fizeram com que ele caísse no chão:

“O meu colar transformou-se num condutor. É o pior despertador que você pode ter na sua vida“, revelou o rapaz ao BuzzFeed. “É assim que eu vou morrer…“, lembra Wiley.

Depois do choque, uma dormência tomou conta do corpo, e uma enorme pressão à volta do pescoço fizeram com que ele gritasse por ajuda.

Ele conseguiu desenvencilhar-se do colar, e poucos segundos antes da sua sobrinha entrar a correr no quarto. “Ela disse que eu a gritar por Jesus“ revelou, relembrando como percebeu que tinha sido eletrocutado.

Na sequência, ele foi encaminhado o hospital com queimaduras graves, e está em tratamento intensivo. Wiley sofreu queimaduras de segundo e terceiro grau no pescoço, peito e mão.

O médico Benjamin Fail, que atendeu o jovem, disse à televisão local WAAY-TV que 100 volts de eletricidade podem matar uma pessoa. Ele estima que Wiley foi atingido por cerca de 110 volts: “Ele tem sorte de estar vivo“, revelou.

Fica o vídeo:

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING