Segue-nos

Mundo

Foi ao cabeleireiro e deixou a filha no carro, durante 6 horas. O desfecho foi trágico

Publicado

em

Dijanelle Fowler, de 25 anos, tinha uma filha, chamada Skylar, com um ano, que deixou trancada no carro, durante seis horas, quando foi ao cabeleireiro, no passado dia 15 de junho. Agora, é acusada de homicídio em segundo grau.

Mas a acusação não fica por aqui… A mulher, natural da Georgia, nos Estados Unidos, é ainda acusada de crueldade para com a criança e de esconder a morte da bebé, segundo confirma o jornal Metro.

Dijanelle dirigiu-se para o cabeleireiro às 10 horas da manhã, tendo deixado a menina no carro com o ar condicionado ligado. Com temperaturas a rondar os 32 graus naquele dia, a pequena Skylar acabou por falecer, depois da bateria do carro ter avariado, desligando o ar condicionado.

Durante as seis horas em que permaneceu no cabeleireiro, Dijanelle nunca foi verificar se a filha se encontrava bem. As imagens de câmaras de vigilância mostram a mulher a regressar ao carro às 16horas e a pedir ajuda a um homem para ligar o carro.

Um porta-voz da polícia afirma que, entre as 16h e as 16h54, Dijanelle Fowler terá enviado uma mensagem ao padrinho da menina, referindo que ia para as urgências devido a uma dor de cabeça. De seguida, a mulher terá ligado para os serviços de emergência a dizer que a filha havia falecido. Os médicos afirmam que a menina aparenta ter morrido antes da hora a que a mãe indicou e acreditam que a bebe estaria morta quando a mulher chegou ao carro.

As autoridades referem, ainda, que a mãe terá escondido o corpo da menina tapando-o com algumas roupas.

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING