Segue-nos
PUBLICIDADE

Televisão

Festa é Festa: Em dia de reunião, São apresenta candidatura à presidência

PUBLICIDADE

Saiba o que vai acontecer no episódio desta noite de ‘Festa é Festa’…

Publicado

em

Divulgação TVI

No 16º episódio de ‘Festa é Festa’, a Aldeia prepara-se para a tão desejada reunião. Tomé (Pedro Teixeira) está nervoso com o que aí vem. Albino (Pedro Alves) vai fulminando Tomé com o olhar. Valquíria (Maria Sampaio) dá a entender que sabe alguma coisa sobre a reunião e Albino fica confuso. Todos estão curiosos com o que se irá passar. Dois homens chegam com uma caixa grande e Tomé chama atenção de todos.

PUBLICIDADE

Elizabete (Ana Marta Contente) e Manuela (Inês Herédia) preparam a mesa para a reunião. Manuela percebe que Elizabete está maldisposta e mete-se com ela. Elizabete atira-lhe com uma água e quase lhe acerta. Ficam todos eufóricos ao verem uma máquina de dardos e um sistema de karaoke. Albino fica irritado, embora tente conter-se. Albino rouba o microfone a Tomé e acusa-o de fazer corrupção. Tomé recupera o microfone e diz que aquilo é épico. Ficam a disputar o microfone.

Os homens estão a montar as máquinas quando Albino se põe à frente deles e pergunta se têm licenças. Albino passa-se e atira uma seta a Tomé. Percebendo que aquilo vai descambar, Florinda (Ana Brito e Cunha) e Aida (Ana Guiomar) decidem intervir e começam a mandar toda a gente para a casa do povo. Tomé e Albino disputam o lugar que está marcado com a placa de Presidente. Para acabar com a disputa, Elizabete retira a placa, mas eles passam a disputar uma garrafa de água.

O Padre (Carlos M. Cunha) pergunta se pode sentar-se ao pé de Florinda e ela até treme. Os populares tiram as medidas a Valquíria e as mulheres ralham com eles. Corcovada (Maria do Céu Guerra) chega com Ana Carolina (Beatriz Barosa). Carlos (Rodrigo Paganelli) acena a Ana Carolina e ela retribui sem grande entusiasmo. Glória (Catarina Avelar) repara. Fátima (Marta Andrino) está a fechar o café e diz a António (Luís Simões que pode ir andado). Ele diz que está a acabar o sumo e tapa o copo para ela não ver que já acabou. António diz que o pássaro é bonito e Fátima oferece-lho. Saem os dois para a reunião da festa.

Tomé dá início à sessão, mas Albino acha que devia ser ele e mais uma vez desentendem-se. Elizabete decide intervir e dá ela início à reunião para eleger um dos dois candidatos. Nisto, surge São (Sílvia Rizzo) e anuncia que são três candidatos. Gera-se um burburinho e olham todos na direção de São, que está na entrada, em pose triunfal. Albino e Tomé ficam atarantados. Peixoto (Vítor Emanuel) sorri. Adelaide (Filomena Gonçalves) está de volta de umas contas e não sabe como as irá pagar. Fica com a respiração acelerada e sente uma tontura.

PUBLICIDADE

Albino e Tomé ficam indignados com a intenção de São em concorrer à presidência da comissão de festas. Paulo (Hélder Agapito) continua a achar que aquilo ainda vai sobrar para ele. Peixoto gaba-se de ser amigo de São. Ana Carolina percebe que Louis (Valdemar Brito) está constrangido e pergunta-lhe se está bem. São olha para Albino e Tomé com ar de desafio. O Sôtor (José Carlos Pereira) ainda anda por ali a arrumar as coisas, exausto. Vê a mensagem de Camila (Marta Gil) com a foto da garrafa de vinho e apaga-a imediatamente. Ele recosta-se na cadeira pensativo e misterioso. Depois levanta-se espantando os pensamentos.

São apresenta a sua candidatura à presidência da comissão de festas. Tomé e Albino protestam e alegam que a candidatura é ilegal, mas São diz que leu os regulamentos e não há nenhum impedimento. Valquíria apoia São. Corcovada está deliciada com aquilo. Ana Carolina também se diverte, mas deixa de sorrir ao ver Carlos constrangido. Adelaide treme enquanto despeja uma cesta com medicamentos. Ela procura um em particular, mas quando o acha, deixa-o cair no chão. Adelaide, a tremer, despeja vários comprimidos sobre a mesa.

Aida reclama com Valquíria e diz que ela nem devia estar ali, mas São defende-a. Aida diz que para ser mulher Presidente, seria ela, que já foi a festas no estrangeiro. O Padre lê o regulamento e depois de um grande sermão, diz que não há impedimento para São se candidatar. Peixoto teme que Albino descubra que foi ele que cedeu os regulamentos a São e quer ir embora, mas Valquíria só vai depois de São ganhar as eleições. Corcovada diz à bisneta que a última palavra sobre a festa será dela, já que é o seu centenário.

Escrevo sobre tudo e em qualquer circunstância. Movo-me pela vontade de contar histórias e adoro escrever sobre a televisão, os reality shows e os famosos, entre muitas outras coisas...

COMENTÁRIOS

TRENDING