Segue-nos
PUBLICIDADE

Televisão

Fátima Lopes e as audiências da TVI: “Estamos a perder em toda a linha”

PUBLICIDADE

Sem medo, a apresentadora assume a fase má da estação

Publicado

em

Fátima Lopes / Instagram

Sem medo, Fátima Lopes faz declarações polémicas sobre as audiências da TVI.

PUBLICIDADE

“Estamos a perder em toda a linha”, disse a apresentadora em conversa com Diogo Beja, na Rádio Comercial, no programa ‘Cada Um Sabe de Si’.

A apresentadora defendeu que ocasiões como esta são perfeitas para que haja uma renovação.

Sem fugir a uma realidade que é óbvia, Fátima Lopes abordou a fase mais ‘negra’ por que a TVI está a passar neste momento.

“Agora com toda esta mudança, porque as televisões tal como as empresas, como as nossas vidas, também são feias de ciclos, maioritariamente é a Júlia que ganha”, afirma, acrescentando que o que Júlia Pinheiro dá às pessoas no seu programa é aquilo que estas procuram ver, nomeadamente, histórias de vida.

PUBLICIDADE

“Já estou há tantos anos na televisão que já passei por muita coisa. Estive muitos anos na SIC a perder. Antes de me vir embora, estava há anos a perder”, recorda, falando do caso da dupla Cristina Ferreira e Manuel Luís Goucha.

“Hoje gosto de olhar para as voltas da vida. Começo a perder para eles e não mais volto a ganhar. Digo isto de uma forma absolutamente resolvida”, declarou.

“Depois fui para a TVI e estive oito anos a ganhar sempre. (…) Normalmente fazia o dobro da concorrência. (…) Agora tenho de pegar nisso e fazer disso uma mais valia para fazer melhor a seguir”, disse, sobre as actuais circunstâncias.

“Estamos a perder em toda a linha, ponto final. Efetivamente esta é uma oportunidade gigante de renovação, é assim que eu encaro quando as coisas não correm bem.”

PUBLICIDADE

Recorde-se que, recentemente, no programa ‘5 Para a Meia-Noite’, da RTP, Fátima Lopes já tinha assumido que a mudança de Cristina Ferreira para a SIC tinha sido má para a TVI. De resto, a apresentadora do canal de Queluz disse ser fã de Cristina Ferreira e elogiou o seu programa.

Sou jornalista desde sempre, diria. Comecei na rádio, no tempo em que ‘explodiram’ as rádios locais. Mais tarde, o ‘bichinho’ do jornalismo regressou e eu voltei, desta vez para as revistas. Trabalhei 11 anos na Media Capital, na revista Lux. Gosto de artistas: actores, actrizes, cantores, gente da televisão… E gosto de escrever sobre eles, de conhecer o seu outro lado. Sou jornalista de formação, tenho a Carteira de Jornalista desde 1993 e isto é o que faço e farei. Para o resto da vida. Provavelmente.

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

COMENTÁRIOS

TRENDING