Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Farpa a Cristina Ferreira? Manuela Moura Guedes atira: “Só se consegue com todos a remar para o mesmo lado…”

Manuela Moura Guedes vai estar presente na gala de aniversário da TVI, onde se irá cruzar com Cristina Ferreira…

Publicado

em

Por

Farpa a Cristina Ferreira? Manuela Moura Guedes atira: “Só se consegue com todos a remar para o mesmo lado…”
Reprodução/Redes sociais

Manuela Moura Guedes vai estar presente na gala de aniversário da TVI, que se realiza no próximo dia 19 de fevereiro, na Aula Magna, em Lisboa. Esta será a primeira vez que a ex-jornalista se irá cruzar com Cristina Ferreira depois de recentes comentários que proferiu sobre a apresentadora nas suas redes sociais e também numa entrevista na Renascença em novembro de 2022.

Recorde aqui: Manuela Moura Guedes responde sobre José Eduardo Moniz: “Se aparecer com a Cristina lá em casa…”

PUBLICIDADE

Em declarações à TV 7 Dias, Manuela Moura Guedes não só confirmou a sua presença no evento como também reagiu ao regresso do ‘Jornal Nacional’, noticiário que apresentou entre 2000 e 2005, para recordar o contexto em que a TVI se encontrava nessa altura: “Era uma televisão falida, sem dinheiro e onde as pessoas que lá trabalhavam já estavam sem esperança nenhuma, e de repente conseguiu-se formar um espírito de equipa, em que todos nós trabalhávamos em conjunto para construir qualquer coisa que nós, pelo menos, tentávamos que fosse bom. E, de facto, isso conseguiu-se“, afirmou.

Manuela Moura Guedes atribuiu parte desse sucesso a José Eduardo Moniz e explicou: “Isso só se consegue com todos a remar para o mesmo lado. É uma coisa que eu tenho e trabalhei várias vezes com o atual diretor-geral, que por acaso é meu marido, mas ele sempre conseguiu trabalhar com espírito de equipa e todos nós fomos levados por aí“.

A páginas tantas, a ex-jornalista também fez declarações que podem (ou não) ser entendidas como farpas possivelmente dirigidas a Cristina Ferreira, tendo em conta as notícias veiculadas por alguma imprensa que apontam que a apresentadora e João Eduardo Moniz estão em polos opostos na estação de Queluz de Baixo: “É óbvio que quando há correntes contrárias e se faz tudo para que isso não aconteça, as coisas não correm da mesma forma. Mas quando há vontade, as coisas correm muito bem. Esse espírito foi a melhor coisa que aconteceu e aquilo de que eu me recordo mais na TVI“, rematou.

PUBLICIDADE

TRENDING