Segue-nos
PUBLICIDADE

Lifestyle

Estudantes universitários recorrem à prostituição para poder pagar os estudos

PUBLICIDADE

Estudo revela que há um número crescente de estudantes que vende o corpo para conseguir pagar propinas…

Publicado

em

Pixabay

São números preocupantes, e reveladores da realidade social que vivemos hoje em dia.

PUBLICIDADE

Trabalhar como stripper, ou na prostituição, enquanto frequentam a universidade não é diferente do que trabalhar num bar. Esta é uma das conclusões de um grupo de académicos que realizou um estudo sobre trabalhos sexuais entre estudantes.

Tracey Sagar e Debbie Jones afirmam que um em cada 20 estudantes universitários no Reino Unido vende o corpo para pagar propinas, e os custos e vida associados à vida académica.

Concluíram ainda que um em cada cinco estudantes pondera trabalhar na indústria do sexo.

Para a professora Sagar, do departamento de criminologia da Universidade de Swansea, “se alguém está a fazer trabalhos de cariz sexual e não vê nenhum problema nisso, então isso deveria ser considerado um problema”.

PUBLICIDADE

O estudo ‘Os trabalhos sexuais dos estudantes’ foi desenvolvido ao longo de três anos e incluiu 6.773 entrevistas.

Fonte: Noticias ao Minuto

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para pedrolopes@hiper.fm

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

COMENTÁRIOS

TRENDING