Segue-nos

Animais

Estas patas fofinhas vão fazer-te mudar de opinião em relação a este animal

Publicado

em

Na maioria dos casos estes animais são assustadores, mas estas imagem podem mudar a maneira como olhas para eles, quando os vês mais de perto.

Em termos mais científicos, a “pata” de uma aranha é chamada de tarso, e é apenas uma das oito partes que compõem uma perna bastante complicada.

Assim como os gatos ou os cães, as aranhas também têm garras presas às patas, mas no seu caso, as pernas também funcionam como as orelhas e o nariz, apanhando mudanças subtis no ar para ouvir e reconhecer o cheiro.

Mas pondo a ciência de lado, estas “coisas” são simplesmente  adoráveis! Um facto que eu espero lembrar da próxima vez que olhar para uma delas lá em casa.

Afinal, todo os insetos são artrópodes (característica de animais que possuem membros rígidos e articulados), mas nem todos os artrópodes (filo – subdivisão do reino animal) são inseto (classe – outra subdivisão do reino animal).

Michael Pankratz

Um exemplo disso está na aranha, animal invertebrado (não possuem espinha dorsal e nem crânio) e artrópode, e que pertence à classe dos aracnídeos (ou arachnida), portanto, não são insetos como tantas vezes são confundidas.

ta_shepard

Existem cerca de 40.000 espécies de aranhas…

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

Animais

Video: Jovem sem-abrigo em lágrimas ao reencontrar a sua cadela desaparecida

Publicado

em

Por

Um jovem sem-abrigo ficou em lágrimas depois de se reencontrar com a sua cadela, que estava desaparecida há uma semana.

Lee, 24 anos, que vive em Leeds, Inglaterra, estava numa busca desesperada por Crystal, que desapareceu no dia 15 de janeiro.

O jovem ficou muito feliz em vê-la, quando foi trazida de volta até ele. Lee continuou a chorar enquanto abraçava e acariciava a sua cadela de dois anos de idade, que ele diz ser “tudo o que tem”.

De acordo com Toni Mella Sweeney, do grupo voluntário de Leeds, Helping Hands, Crystal fugiu depois de ela se ter assustado com uma discussão que começou perto dela e de Lee, na passagem subterrânea onde eles estavam a dormir.

Toni explicou ao Metro que contactou uma associação a pedir ajuda, e “eles espalharam cartazes por toda a parte”, disse.

Uma semana mais tarde a cadela, de dois anos, foi encontrada por um pastor.

O reencontro ficou registado em video, e emocionou as redes sociais:

Continuar a ler

TRENDING