Segue-nos

Viral

“Enfermeira” farta de ser chamada “limpa rabos” escreve carta emotiva

Publicado

em

O texto pretende defender o trabalho realizado pelos auxiliares de enfermagem, uma tarefa essencial nos hospitais. A carta foi partilhada mais de 200.000 vezes.

Uma assistente de enfermagem transformou o texto que uma colega de profissão, Rebeca Vicente Carranza, escreveu na sua conta do Facebook em 2015.

A carta, intitulada “O orgulho de limpar rabos”, teve uma enorme repercussão nas redes sociais, três anos após a sua primeira publicação, depois de ter sido partilhada novamente por Sara Rodríguez Martínez.

Sara Rodriguez Martinez trabalha no hospital da cidade espanhola de Alcorcón. Ela orgulha-se do seu emprego, mas também sabe que há pessoas que desprezam o que faz. Cansada de defender constantemente a sua profissão, voltou a partilhar o texto:

“Hoje voltei a ouvir ‘trabalhar mesmo que seja a limpar rabos’ e não é nem a primeira nem a oitava vez que a ouço. Sinto a necessidade de reivindicar o meu trabalho, e de gritar ao mundo como estou orgulhosa dele. Sim senhoras e senhores, orgulhosa de limpar rabos, cortar unhas, lavar cabeças, vestir, dar banho, alimentar e cuidar de pessoas. Sim, PESSOAS, que não podem fazê-lo por si mesmas. Mas vamos resumir tudo isto a ‘limpar rabos’.

Já estou um pouco farta das conotações negativas desta expressão que está intimamente ligada à minha profissão. É claro que nem todos somos bons a tudo. Eu, por exemplo, não poderia trabalhar em algo que me exigisse mentir, como um banqueiro ou algo do género. E, no entanto, essa é uma profissão muito valorizada. Pelo contrário, a minha é das mais desvalorizadas.

Pois eu digo a vocês, usuários do Facebook, que na sua imensa maioria nunca precisaram de ninguém que vos “limpasse o rabo’: espero que nunca precisem que alguém o faça.

Mas, se chegar o momento e isso for necessário, eu ou qualquer uma das minhas companheiras, sendo extremamente profissionais, estaremos dispostas a lhe ajudar e a fazer com que tenha a melhor qualidade de vida possível, e sempre com bom humor. Agora vocês decidem qual é o trabalho realmente importante para pessoas como vocês ou eu.

Compartilhem este texto, ou não o façam se não vos interessa, mas, por favor, não utilizem a expressão ‘limpar bundas’ com desprezo, porque talvez um dia alguém tenha de o fazer por vocês e, acreditem, vão sentir-se gratos.

Assinado: uma limpa rabos.”

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para [email protected]

TRENDING