Segue-nos

Animais

Enfermeira ajudou a levar o cão para se despedir do dono, doente terminal num hospital

Publicado

em

O laço entre um homem e o seu amigo de 4 patas é algo verdadeiramente poderoso.

Seja o cão com o qual crescemos toda a vida, ou o pequeno cachorro que adotámos já na fase adulta, não há nada que se compare à amizade que se forma com esse amigo peludo… Quando passamos tempo que é nosso com esse nosso amigo, o laço que se cria traz uma grande carga emocional.

Afinal, o nosso companheiro depende de nós para ser alimentado, para ter um abrigo seguro, para ter companhia, atenção, para ter com quem brincar… Em contrapartida, os cães desenvolvem com os seus donos um amor incondicional e inquebrável.

Foi esse o caso de David King e do seu cão. Quando David King estava no hospital, a morrer, vítima d cancro, ficou bem claro para toda a família que David já não regressaria a casa. Foi quando a família pensou numa forma de David conseguir despedir-se do seu cachorro…

Muitas são as pessoas que tudo fazem pelos seus animais de estimação… Será que conseguiriam dar-lhes um último adeus, antes de morrerem?

Ellie Miguel, de 17 anos, contou recentemente a história do seu avô, David, no Twitter e do seu amado cão, uma mistura de Yorkie Terrier, a Lil Fee.

“O meu avô está a perder a batalha para o cancro. As enfermeiras estão a ajudar-nos a deixar que o seu cão entre no hospital para um último adeus”, explicou a neta no Twitter, com uma foto de Lil Fee dentro de uma mala, e uma outra fotografia de Lil Fee ao lado do avô, na cama.

A fotografia rapidamente se tornou viral, com comentários positivos, afirmando tratar-se de um ato de profunda bondade.

Numa entrevista ao Yahoo, a neta explicou como este gesto foi possível.

“O meu avô adorava a Lil Fee. Ela seguia-o para todo o lado e ele levava-a semre oara onde podia. O meu avô tem travado uma luta contra o cancro nos últimos anos. Mas na última semana, o cancro alastrou-se pelo corpo todo. Ele passou uma semana no hospital e a minha avó levou-lhe umas fotografias da cadela para ele se sentir melhor.

As enfermeiras ouviam-no a falar muito da Lil Fee e, então, encorajaram a minha avó a trazê-la e ajudaram-na a deixá-la entrar cm ela.

Elas deixaram a minha tia entrar com a cadela numa carteira enorme. Pela primeira vez nesse dia, ele conseguiu mexer o braço, só para dar uma festinha à cadela.

Foi um momento que nunca vou esquecer”, revela a neta, Ellie Miguel, em declarações ao Yahoo.

Infelizmente, David acabou por falecer um dia depois. Mas conseguiu ver a sua adorada Lil Fee, graças à bondade destas enfermeiras…

Esta não é, contudo, a primeira vez que uma família infringe as regras do hospital para trazer conforto a um familiar doente.

Em junho, também a história de Shelby Hennick se tornou viral, ao disfarçar-se de grávida para ajudar a avó, transportando um cão para dentro do hospital.

Fingiu carregar um bebé para poder levar o cão a visitar a avó no hospital

Partilha esta bonita história com os teus amigos!

COMENTÁRIOS

Recomendamos




Recomendamos




TRENDING