Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Emoção! João Soares recorda Maria João Abreu em direto: “Tinha uma capacidade infindável de amar…”

PUBLICIDADE

Num momento marcado pela emoção, João Soares recordou Maria João Abreu e interpretou um tema musical em sua homenagem…

Publicado

em

SIC/Site

Este sábado, dia 19 de junho, João Soares esteve presente na última parte do programa ‘Estamos em Casa’ que, esta semana, foi conduzido pela atriz Carla Andrino. No início da conversa, marcada pela emoção, os dois envolveram-se num arrepiante abraço, que serviu de forma simbólica para que todo o País acarinhasse João Soares nesta fase difícil.

PUBLICIDADE

Leia também: O abraço (arrepiante) entre Carla Andrino e o marido de Maria João Abreu: “O abraço de um país inteiro”

A conversa prosseguiu após o longo abraço: “Das coisas que a João me ensinou a mim e acho que a muita gente foi a capacidade de amarmos e de nos darmos uns aos outros, que era uma coisa que ela fazia, e eu arrisco a dizer, como ninguém que eu conheça faça. Nisso era um ser que tinha uma capacidade infindável de amar, de perdoar e de estar com os outros e de tratar toda a gente como igual, fosse quem fosse“, afirmou o músico.

É engraçado que, em todos os posts e comentários que tenho estado a ler aos poucos, há duas ou três coisas que são mencionadas quase por toda a gente: o abraço da João e a gargalhada da João“, acrescentou.

Após as cerimónias fúnebres da atriz, Carla Andrino elogiou em direto a atitude de João Soares no velório: “Mesmo assim foste um campeão, tens sido um campeão. Mas naquele dia como é que conseguiste dar aqueles abraços?

PUBLICIDADE

Naquele dia quando saí de casa confesso-te que estava muito apreensivo porque pensei ‘como é que isto vai ser’, porque obviamente nunca tinha perdido ninguém que é o amor da vida e nunca tinha estado num velório tanto tempo de ninguém. Já perdi avós e familiares próximos, nunca me tinha acontecido uma coisa destas, e entretanto ao chegar à Igreja estava lá tanta gente e mais apreensivo fiquei, mas depois só pensei ‘o que é que a João faria?’. E a João daria abraços, foi das 11 da manhã quando começou até às 5 da tarde, abracei. Parei cinco minutos, porque eles obrigaram-me a sair para comer uma banana“, explicou.

A João onde quer que estivesse já me estava a dar energia para isso e continua a dar. Ela passou-nos muito e coisas que só daqui por dias ou anos vamos começar a perceber que também nos passou e que agora se calhar ainda nem sequer o sabemos. Que sorte a nossa! Ela estava a adorar gravar esta novela e uma das grandes razões que ela estava a adorar era porque tinha, pela primeira vez, contracenado contigo“, relatou ainda, referindo-se a personagem Sãozinha na novela ‘A Serra’ que pertencia ao mesmo núcleo que a personagem de Carla Andrino.

Seguiu-se o momento musical do projeto musical ‘Namorados da Cidade’ e a estreia ao vivo do tema ‘Palavras’, que foi escrito em homenagem a Maria João Abreu, com quem João Soares era casado desde setembro de 2012: “Estou muito bem“, confidenciou o músico após a atuação.

PUBLICIDADE

De seguida, João Soares recordou o início da relação com a atriz, após receber um Santo António como presente especial: “O casamento da João tinha terminado, felizmente hoje, e desde há muito tempo também, dávamo-nos todos muito bem, obviamente que a rutura é sempre difícil, e a João tinha deixado de acreditar no amor e dizia que não queria mais ninguém na vida dela“, começou por explicar.

Entretanto passa-me mais ou menos um ano desde que se tinham separado, acho que era em junho ou julho, e ela conta que passou numa Igreja e foi acender uma velinha… Acho que foi pelos filhos e disse ‘já que cá estou, não estou muito virada para isso, mas aceder uma velinha por mim e pedir ao Santo António para voltar a acreditar no amor. E, pronto, em agosto conheceu-me, e o resto é história“, contou.

Escrevo sobre tudo e em qualquer circunstância. Movo-me pela vontade de contar histórias e adoro escrever sobre a televisão, os reality shows e os famosos, entre muitas outras coisas...

COMENTÁRIOS

TRENDING