Segue-nos

Famosos

Em pânico, Daniela Santiago revela porque retirou a família de Madrid: “Nunca me tinha deparado com um cenário destes…”

A jornalista optou por trazer mãe e filha para Portugal, depois de ver a situação caótica em que estavam os hospitais em Madrid…

Publicado

em

Por

Daniela Santiago | Instagram

Daniela Santiago, jornalista da RTP em Espanha, recorreu ao Facebook na semana passada para partilhar com os seguidores um video onde mostrava a sua indignação pelo que viu numa viagem que fez ao nosso país neste fim-de-semana, para onde trouxe a sua mãe e a sua filha.

A jornalista revelava na legenda do video que “nada fez de ilegal ao levar duas portuguesas para Portugal”, numa altura em que o Governo português estava a repatriar cidadãos nacionais:

“O meu testemunho, apesar de particularizar casos concretos, reflete muitos e diversos maus exemplos que vi em Portugal. Apenas tinha o objetivo de mostrar a minha preocupação. Se em Espanha com 2 semanas de confinamento total não se alcançam resultados, preocupam-me as consequências das atitudes que presenciei. Apesar de tudo acredito nos portugueses e o meu país será sempre a minha casa. Apenas trouxe os meus a casa”, revelava ainda Daniela Santiago.

Agora, em entrevista à revista Nova Gente, Daniela Santiago revela porque razão decidiu trazer a mãe e a filha para Portugal, onde já estão há uma semana, na Covilhã, a cumprir o período de quarentena.

Como revela à revista, Daniela Santiago trouxe a mãe para Portugal já que esta se encontra em idade de risco, depois de perceber a situação caótica em que estavam os hospitais em Espanha:

“Quando os números atingiram os valores a que chegaram, e comecei a ouvir, mesmo que fosse só boato, que estavam a começar a escolher os doentes [que ventilavam] nos hospitais, decidi que o melhor era a minha mãe voltar para casa dela”, revelou.

Quanto à filha, a jornalista revela que ficou em pânico quando o Pavilhão do Gelo, em Madrid, onde a jovem costumava ter aulas de patinagem artística foi transformado numa morgue improvisada.

“Em 23 anos de jornalismo, já cobri várias tragédias, vivi situações que podem colocar a nossa vida em risco, mas nunca me tinha deparado com um cenário destes, em que tinha a minha família comigo”, confessou Daniela Santiago.

.

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING