Segue-nos

Famosos

Em lágrimas, Sara Barradas assume ‘fragilidades’ e revela: “Abracei o mundo da terapia…”

Sara Barradas mostrou-se frágil no início de 2024 e revelou preocupações, sem esquecer as “coisas boas” da sua vida.

Publicado

em

Em lágrimas, Sara Barradas assume ‘fragilidades’ e revela: “Abracei o mundo da terapia…”
Reprodução | Redes Sociais

Sara Barradas recorreu esta segunda-feira, 1 de janeiro, às redes sociais para ‘desabafar’ com os seus seguidores e explicar o motivo da sua ausência. Na imagem, “a Lua tinha 15 dias e eu já sentia um amor tão grande que transbordava em forma de lágrimas”, explicou.

A atriz começou por escrever no Instagram: “Não tenho publicado nada no Instagram, nem sequer cá tenho vindo, neste último mês do ano. […] As redes sociais roubam-nos muito tempo e exigem muito de nós. E eu não gosto dessa parte menos espontânea”.

Em seguida, referiu: “2023 foi um ano péssimo para todos. Mesmo para quem diz que não. Porque o que se passa no resto do planeta e com a humanidade, concretamente, diz respeito a todos”.

Em seguida, enumerou: “As alterações climáticas são cada vez mais reais. A subida no nível da água já se vê em todo o lado e as catástrofes naturais (ou pouco naturais) são cada vez mais frequentes. As secas. A crescente poluição e consequente aumento de gases com efeito de estufa. Tudo isto nos impacta. Tudo isto, mais as guerras sem fim. É tão triste que a nossa raça seja ciclicamente podre e corrompida. Mortes e mais mortes a troco de nada. Porque nada é a única coisa que estes ‘donos disto tudo’ com sede de poder vão levar”.

Sara Barradas falou ainda do seu desejo para 2024: “Que tudo isto mude é o meu desejo para 2024”. E acrescentou: “Pessoalmente, 2023, foi o ano em que abracei o mundo da terapia, ainda tabu para tantos, mas que todos precisam, sem exceção, mais não seja como ferramenta de análise e auto-conhecimento. Sinto-me a crescer interiormente, a enfrentar e a abraçar os meus medos e fragilidades”.

“Apercebi-me que desde que sou mãe choro muito mais. Choro a abrir um presente de Natal que ela fez na escola. Choro a ouvi-la cantar. Choro a ouvi-la expressar-se. Choro a vê-la feliz. Choro a ver o fogo de artifício com ela e ver o quão a impacta. Choro apenas por vê-la existir. Uma lamechice pegada. A melhor lamechice do mundo”, assumiu.

A atriz frisou: “Profissionalmente, não foi o mais espetacular, na medida em que não foi o que mais me desafiou, mas não me posso queixar! Fiz teatro, televisão (séries especificamente), dobragens e ainda dei ‘uma perninha’ no cinema”.

Por fim, assumiu: “Por estas razões sou uma privilegiada. Não partiu nenhum familiar ou amigo muito próximo. E ainda tenho tecto, cama, comida na mesa e os meus dois amores a dormir ao meu lado. Que nada disto mude é o meu desejo para 2024!”

Veja a publicação:

Sou jornalista e sempre gostei do mundo da televisão e da escrita. Licenciado em Ciências da Comunicação, vou contar-vos tudo sobre a vida dos famosos...

COMENTÁRIOS

TRENDING