Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Em carta aberta, Lia Tchissola ‘repreende’ comentário de Cinha Jardim: “A comunidade sente-se incomodada…”

PUBLICIDADE

Lia Tchissola analisou o comentário preconceituoso de Cinha Jardim no programa ‘Você na TV’…

Publicado

em

Por

Lia Tchissola/Instagram

Esta quarta-feira, dia 16 de setembro, Cinha Jardim referiu-se ao concorrente Michell como “pretinho” no ‘Você na TV’, enquanto comentava com Flávio Furtado e Noélia os últimos acontecimentos no ‘Big Brother – A Revolução’.

PUBLICIDADE

Nesse preciso momento, Flávio Furtado pediu silêncio a Cinha, uma vez que, sem se aperceber, o programa já estava no ar depois da emissão de um bloco de imagens.

Pode recordar essa notícia aqui.

Cinha Jardim chama “pretinho” a Michell e recebe aviso em direto: “Olha que estás no ar…”

O problema não foi a intenção por detrás da palava. O problema é que em off ou live, há certas expressões que têm que deixar de ser usadas no discurso. Pior ainda darmos aso a elas em televisão. O problema é que vos avisei e continuo a avisar. Mais situações destas surgirão sem querer ou por querer. Escolheram pôr um africano a ser comentado por um painel 100% caucasiano que nunca vai entender como quem é, o poder de certas palavras“, começou por escrever.

PUBLICIDADE

De seguida, a ex-concorrente do ‘Love on Top’ expôs a situação e referiu-se diretamente ao comentário de Cinha Jardim sobre o concorrente do Big Brother – A Revolução.

Nas redes sociais voltou a falar-se em racismo mais uma vez. Tudo isto porque um dos vossos comentadores teve uma saída infeliz. Dizem não ser necessário representatividade no painel de comentadores mas na presença de um preto jamais haveria saídas infelizes. Ou no caso de haver, seriam corretamente educadas e alertadas a não voltar a acontecer. E não abafadas. Ponham alguém pelo amor de Deus antes que daqui a uns meses isto descambe. Estamos na primeira semana e com amor chamamos pretinho. Se o pretinho se portal mal? Em off vamos chamar o quê? Nos comentários vamos incentivar os haters a propagar o quê“, afirmou.

Por fim, Lia manifestou mais uma vez que vai continuar a ser uma voz ativa em defesa da igualdade de género.

PUBLICIDADE

Esta é a minha carta aberta a vocês. Recebo milhares de mensagens por dia. Sou uma voz activa. Isto não é um pedido de trabalho nem de desculpas. Simplesmente preciso que percebam que nas minhas costas por ter sido comentadora várias vezes caiem todos os dias dúvidas. E eu já não sei o que lhes dizer. Também sei que como canal não fazem por mal e procuram sempre dar o melhor ao seu telespectador. Então por favor abranjam todos. A comunidade sente-se incomodada“, concluiu.

Veja a publicação aqui.

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING