Segue-nos
PUBLICIDADE

Famosos

Dor! Rosinha recorda a morte do pai: “Tinha buracos da cintura para baixo… Estava a apodrecer…”

PUBLICIDADE

Em lágrimas, Rosinha recordou o dia em que o pai partiu e falou sobre a doença que o levou…

Publicado

em

Por

SIC | Reprodução

Rosinha foi a convidada de Daniel Oliveira para o “Alta Definição” da tarde deste sábado, 31 de julho, na SIC. A cantora de música popular portuguesa abordou o seu percurso de vida, a carreira na música e família.

PUBLICIDADE

A conversa sobre a morte do pai, em setembro de 2012, foi um dos momentos mais emotivos da entrevista. Rosinha começou por lembrar o dia em que foi informada da morte do progenitor: “Ele não estava bem já há muito tempo. Eu viajava. Ia para os Estados Unidos e, claro, depois não venho em duas horas dos Estados Unidos para cá”, começa por explicar.

“Sabia que se estivesse fora as coisas não podiam estar à minha espera. Acabei por deixar os documentos com o Hugo (um amigo), para que ele pudesse dar andamento às coisas. Eu liguei-lhe e disse: ‘Hugo, já aconteceu. Agradeço que trates das coisas’. E assim foi”, revelou ainda, lembrando que nesse mesmo dia tinha um concerto nos Açores.

“O Páquito perguntou-me se queria voltar. Eu disse que não. Não posso fazer mais. Pelo menos eu tinha feito tudo o que tinha conseguido pelo meu pai…Depois percebi que, se tivesse visto o meu pai, não tinha subido ao palco”, recordou em lágrimas.

Sobre a doença do pai, Rosinha confessou: “Estava literalmente a apodrecer em vida. Da cintura para baixo, tinha buracos no corpo que deitavam um líquido com cheiro nauseabundo”, começa por explicar.

PUBLICIDADE

“O meu pai gritava 24 horas por dia porque tinha dores insuportáveis. Quando vinha a casa, ia para casa dos meus pais para que a minha mãe pudesse dormir. O facto de ele partir, descansou. Já não sentia dor. É estranho de uma filha dizer, e é difícil, mas quando o meu pai partiu eu pensei: ‘finalmente ele descansou”, confessou ainda Rosinha.

Veja aqui o vídeo.

Leia também: Rosinha lembra gesto especial do pai “sempre que estava internado”

COMENTÁRIOS

TRENDING