Segue-nos
PUBLICIDADE

Lifestyle

Depois de dois abortos, o casal quase desistiu. Mas haviam “4 milagres” à espera deles

PUBLICIDADE

Publicado

em

Por

Janette McGuinness Davis e o marido, John-Paul Davis,  queriam, como tantos outros casais, começar uma família… Como tantas outras mulheres, quando Janette completou 35 anos, começou a ter cada vez menos esperanças de conseguir engravidar.

PUBLICIDADE

O casal decidiu, então, fazer testes de fertilidade para verificar as reais hipóteses que tinham de terem filhos. Os resultados trouxeram, no entanto, más notícias: Janette foi diagnosticada com um inexplicável caso de infertilidade.

“Enquanto os médicos coçavam a cabeça e pensavam, ao mesmo tempo, do que poderia explicar o meu caso de infertilidade, nós decidimos que queríamos iniciar um processo de tratamento. Eu iniciei, então, a medicação, para estimular a ovulação, mas nada aconteceu…”, refere Janette, em declarações ao site Liftable.

Janette e John-Paul quiseram passar, então, à fase seguinte: fertilização in-vitro. Ficaram radiantes quando o teste de gravidez deu positivo! As boas notícias não duraram mito, porém… O bebé tinha um batimente cardíaco demasiado fraco, acabando por morrer.

PUBLICIDADE

Janette e o marido ficaram de rastos! A gravidez do casal encaixava na expectativa média: uma em cada quatro gravidezes, acaba em abort, nestes casos. Estes números não são, geralmente, publicados, o que faz com que o sentimento de perda seja ainda mais solitário e díficil…

Em declarações ao referido site, Janette partilha, contudo, a sua dor: “Isto foi, realmente. Horrível e ficámos os dois absolutamente devastados. É uma desilusão muito difícil de descrever. É um sentimento de uma tristeza indescritível… Eu perdi o bebe em circunstâncias horríveis… Senti um choque na cervical, enquanto estava no trabalho… Tive de chamar uma ambulância! Comecei a pensar que nunca iria poder constituir uma família e que nunca poderia celebrar aniversários, Natais e outras datas festivais sem uma criança. Foi algo dificil de lidar!”

O casal decidiu voltar a tentar. Infelizmente, voltaram a engravidar e a abortar, de novo! A equipa médica referiu, entretanto, que o útero de Janette era demasiado fraco para receber um embrião.

PUBLICIDADE

Mas Janette e John-Paul não estavam, ainda, preparados para desistir. Janette foi indicada a um guia espiritual por uma amiga e Janette decidiu, então, reeber este tipo de tratamento  alternativo. No início, Janette ficou aborrecida com as palavras do guia, que referiu que tinha “uma alma à espera, por ela…”. Pouco depois, conseguiu engravidar de novo.

“Tanto o Ojohn-Paul, como eu, estávamos, de certa forma, em estado de choque, uma vez que toda a equipa médica nos tinha referido que era praticamente impossível conseguirmos, de novo, engravidar. Não conseguíamos encontrar uma explicação para o sucedido, mas tinha, de facto, acontecido, eu estava grávida! Tenha sido intervenção divina, ou não, certo era que estávamos, de novo, prontos a tentar constituir a tão desejada família.” Estávamos super contentes!”

Não só o casal conseguiu levar a gravidez até ao fim, como foi mãe e pai três vezes: Elijah, 3 anos, Issac, quase dois, e duas gémeas: Sienna e India, com quase sete meses. Muitos, à sua volta, estão tão alegres como eles!

Janette, quase com 40 anos, sabe que, nem sempre as histórias de infertilidade têm um final feliz, mas confessa-se “alegre e abençoada por ter sucedido com ela e o seu marido.”

PUBLICIDADE
Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

COMENTÁRIOS

TRENDING