Segue-nos

Famosos

Diogo Infante vê a sua primeira curta-metragem ser seleccionada no Festival de Cinema de Cannes

A Hiper Fm falou com o actor e realizador: “Dá prestígio a mim e ao cinema português. Isso deixa-me muito feliz…”

Publicado

em

Diogo Infante vê a sua primeira curta-metragem ser seleccionada no Festival de Cinema de Cannes
Diogo Infante / Instagram

Diogo Infante estreou-se em Cannes. O actor nunca tinha marcado presença naquele que é considerado um dos melhores festivais de cinema do mundo:

“Nunca tinha cá vindo e tem sido uma experiência muito boa e gratificante”, disse o actor à Hiper Fm.

E logo na estreia uma boa notícia. Diogo Infante viu a sua primeira curta-metragem, “Olga Drummond”, ser seleccionada para o ‘Short Films Corner’, uma plataforma de visibilidade.

“Permite que directores de festivais de cinema vejam o filme. Talvez haja quem o queira exibir noutros festivais. Seria fantástico”, declarou Diogo Infante à Hiper Fm, directamente de Cannes.

Para Diogo Infante esta foi uma excelente notícia, que o deixa orgulhoso: “Ter sido seleccionada já é uma vitória em si. Confere bastante prestígio, para mim e para o cinema português. Isso, naturalmente, deixa-me muito feliz”, disse à Hiper Fm.

Diogo Infante ficou tão feliz que usou o seu Instagram para partilhar a boa notícia:

“E eis-me em Cannes, onde a minha curta metragem ‘Olga Drummond’ foi selecionada para o ‘Short Corner'”, escreveu na legenda da fotografia publicada .

Quanto a “Olga Drummond” é, na sua essência, uma homenagem a todos os actores do Teatro, do Cinema e da Televisão de Portugal. No elenco estão, entre outros, Eunice Muñoz, Ruy de Carvalho, Manuela Maria, Lurdes Norberto, Manuela Couto, Isabel Abreu, Patrícia Tavares e Rita Salema.

Para Diogo Infante, este seu primeiro trabalho enquanto realizador foi o culminar de um processo: “É a concretização de um sonho antigo. Além disso deu-me a possibilidade de me exercitar como realizador. Por outro lado, consegui reunir um elenco fantástico e de grande generosidade para comigo”, disse.

Agora, revelou à Hiper Fm, o actor/realizador não quer ficar por aqui:

“Quero mais. Quero realizar uma longa-metragem. Já tenho o guião e vou procurar apoios o que não é fácil em Portugal, mas estou optimista.”

Diogo Infante revelou ainda que Tino Navarro, produtor de “Olga Drummond”, está a tentar colocar a curta-metragem no circuito comercial. Para já, a sua exibição está garantida pela RTP, que tem o exclusivo televisivo.

Sou jornalista desde sempre, diria. Comecei na rádio, no tempo em que ‘explodiram’ as rádios locais. Mais tarde, o ‘bichinho’ do jornalismo regressou e eu voltei, desta vez para as revistas. Trabalhei 11 anos na Media Capital, na revista Lux. Gosto de artistas: actores, actrizes, cantores, gente da televisão… E gosto de escrever sobre eles, de conhecer o seu outro lado. Sou jornalista de formação, tenho a Carteira de Jornalista desde 1993 e isto é o que faço e farei. Para o resto da vida. Provavelmente.

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

COMENTÁRIOS

TRENDING