Segue-nos
PUBLICIDADE

Big Brother

Diogo Cunha ‘não perdoa’ Big Brother e atira: “Ele silenciou uma agressão verbal…”

PUBLICIDADE

Diogo Cunha criticou a forma como o Big Brother está a lidar com a violência verbal que está a ser feita na casa: “Só favorece o agressor”.

Publicado

em

TVI/Site

Um dos temas abordados esta segunda-feira, 9 de novembro, no programa “Última Hora” do “Big Brother-A Revolução” foi a forma agressiva com que Rui Pedro tem tratado algumas mulheres na casa, sobretudo Zena e Joana.

PUBLICIDADE

Diogo Cunha, ex-concorrente do “Big Brother 2020”, foi um dos convidados e mostrou-se “desiludido” com o Big Brother, por não ter castigado ou penalizado o concorrente:

“Estou muito desiludido com o Big Brother. Há três semanas atrás, o Big Brother silenciou aquela agressão verbal. Isso só favorece o agressor, nunca favorece a vítima e isto eu aprendi há uns anos, quando eu fiz uma campanha para a APAV (Associação Portuguesa de Apoio à Vítima) no dia 25 de novembro que é o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres”, começou por dizer.

De seguida, revelou que essa campanha fez com que aprendesse algumas coisas sobre estes casos de violência:

“O silêncio só protege o agressor, não protege a vítima, daí que tenha que ser a vítima a dizer que foi agredida. Mas há medos das vítimas em dizer que foram agredidas. O Big Brother silenciou uma agressão verbal e não se deve silenciar”.

PUBLICIDADE

Veja aqui, ao minuto 34:00.

Adoro rádio, televisão, música e sobretudo notícias... Todos os dias trago-te os destaques da vida dos famosos...

COMENTÁRIOS

TRENDING