Segue-nos

País

Desabafo de médica portuguesa fica viral: “Estou a trabalhar há mais de 15 dias, sem folgas…”

A médica mostrou-se incrédula com o comportamento de alguns portugueses, e atirou: “Vão fazer com que muitos portugueses morram…”

Publicado

em

Por

José Alberto Nogueira | Mais Semanário

Sara Ferreira, médica no Hospital Santa Luzia em Viana do Castelo, e natural da Póvoa de Varzim, recorreu ontem às redes sociais para fazer um desabafo sobre a situação que se vive em Portugal.

Na sequência das imagens que ontem invadiram as redes sociais, onde ficou evidente a falta de cuidado de muitos portugueses que insistem em não respeitar as indicações das autoridades, esta profissional de saúde escreveu um longo texto no Facebook, onde dá conta da sua indignação.

“Estou a trabalhar há mais de 15 dias sem folga. Saio de casa triste por deixar os meus, que de forma exemplar cumprem o isolamento social, contudo feliz porque sei que ser médica é a minha verdadeira vocação. Regresso a casa com o coração nas mãos pois mesmo tendo todas as precauções a probabilidade de contagio para uma médica da urgência é elevada. Esforço-me para não me aproximar dos meus filhos e do meu pai, que são os mais susceptíveis a ser afectados por este flagelo. Adoraria estar a passear descontraidamente na Marginal com os meus, contudo estou a trabalhar, a cuidar de quem está doente”, começa por escrever.

Depois condenou os incumprimentos, alertando para facto de esses comportamentos poderem vir a matar:

“Hoje estou no hospital, assim como vou estar amanhã, e no dia seguinte, e no outro…. Vou estar porque vou ser cada dia mais necessária. E sabem porquê? Porque a população ainda não compreendeu que este vírus é real e mata. Para alguns estamos todos a brincar ao estado de emergência. E são esses que com as suas más práticas e incumprimentos vão fazer com que muitos portugueses MORRAM… Meus amigos não se iludam, infelizmente vai morrer muita gente, meus conhecidos e vossos conhecidos, meus amigos e vossos amigos, meus familiares e vossos familiares…”, declara.

“Médicos, enfermeiros, auxiliares, técnicos, seguranças, funcionários dos hospitais… todos estamos a fazer a nossa parte, façam vocês a vossa. Gostariam de chegar ao hospital e ser-lhes dito que não iam ser atendidos? Que iam ficar na porta e morrer sem assistência? Gostavam? Descansem… Mesmo sendo isso que os incumpridores mereciam, não será de todo o que vai acontecer, porque nós estaremos sempre lá para ajudar, até ao limite das nossas forças. Assim sendo, cumpram a vossa parte. Permaneçam em casa. Cumpram o isolamento social. Por vocês… por todos nós”, conclui.

O post, publicado ontem às 16.15h já tem mais de 2.500 partilhas.

Ora veja:

.

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING