Segue-nos
PUBLICIDADE

Animais

Deputado russo denuncia matança de milhares de cães vadios por causa do Mundial 2018

PUBLICIDADE

“Recebemos denúncias de ativistas que afirmam que matanças em massa estão a dizimar milhares de animais vadios”, disse o chefe do comité de protecção ambiental da câmara baixa do país…

Publicado

em

Alguns meses antes do início da Mundial de 2018 na Rússia, um deputado denunciou na quinta-feira o assassinato de milhares de cães que vivem nas ruas das cidades deste país, que vão receber os jogos do campeonato do mundo, conta o El País.

PUBLICIDADE

As autoridades regionais, de acordo com o deputado, seguem ordens para levar a cabo uma operação para acabar com a vida de centenas de animais.

“Recebemos muitas petições de ativistas dos direitos dos animais, e cidadãos solidários, que dizem que estão a ser realizados  abates em massa de cães vadios em várias cidades-sede do Campeonato do Mundo”, disse o chefe do comitê de proteção ambiental da Casa Russa, Vladimir Burmatov, ao jornal Parlamentskaya Gazeta.

Os cães vadios são comuns em cidades russas devido à resistência pública para esterilizar animais de estimação. No mês passado, o vice-primeiro ministro da Federação Russa, Vitaly Mutko, estimou que existem cerca de dois milhões de animais dispersos nas cidades do mundial, e pediu para resolver o problema “de forma humana”.

Burmatov disse, na quinta-feira, que a sua comissão enviou uma carta oficial ao ministro do desporto, Pavel Kolobkov, alertando sobre a “matança maciça de animais vadios” nas cidades-sede.

PUBLICIDADE

Na carta, também solicitou que fosse pedido às autoridades regionais que usassem “métodos humanos, sem acabar com a vida dos animais, mutilando-os ou ferindo-os”.

O chefe do comité de proteção ambiental também pediu que os cães vadios fossem colocados em centros de detenção temporários, e esterilizados.

Na sua opinião, esta medida não seria mais dispendiosa do que matá-los, e melhoraria a imagem da Rússia:

PUBLICIDADE

“Esses sinais preocupantes devem parar, a reputação do nosso país está em jogo.”Nós não somos selvagens”.

E acrescentou: “Pelo mesmo dinheiro, podemos facilmente realizar a captura, vacinação, esterilização e acomodar os animais em centros de detenção”.

 

Apaixonado por rádio e redes sociais, trago-te todos os dias as histórias mais inspiradoras que encontro na web... Podes ajudar a melhorar este artigo, enviando um email para pedrolopes@hiper.fm

Clica para comentar

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

COMENTÁRIOS

TRENDING