Segue-nos

Famosos

Depois da polémica, Judite Sousa responde aos críticos: “São já 38 anos de jornalismo…”

Depois de ser escoltada pela polícia numa das reportagens que fez na Tailândia, Judite foi alvo de críticas e decidiu responder agora…

Publicado

em

Judite Sousa/Instagram

Judite Sousa esteve na Tailândia a fazer a cobertura do resgate das 12 crianças, e do seu treinador, que estiveram 18 dias dentro de uma gruta.

A jornalista fez vários ‘diretos’ para a TVI onde mostrou os avanços, e relatou sempre o ambiente vivido durante o drama.

Durante uma das reportagens, a jornalista foi “escoltada” pela polícia, por estar à porta do hospital, e houve quem recorresse ao humor para caricaturar a situação.

O comediante Luís Filipe Borges partilhou uma imagem onde mostra o momento e comentou:

“Aparentemente, conseguiram tirar a Judite da gruta”, acompanhando a legenda com os hastags: “erro épico” e “só estorva”.

Aparentemente, conseguiram tirar a Judite da gruta 😶 #epicfail #thaiteamseal #sóestorva

Uma publicação partilhada por Luís Filipe Borges (@luisfilipeborges) a

Agora, no seu  blogue, a jornalista deixou um texto em jeito de esclarecimento para todos aqueles que a criticaram.

Na ‘mensagem’, Judite realçou que no jornalismo a sua paixão maior é a reportagem, sendo nessa área que se tenta sempre reinventar:

“São já 38 anos de jornalismo. Uma carreira muito diversificada. Gosto de tudo no jornalismo, mas embora muitas pessoas tenham de mim a imagem da entrevistadora, a minha paixão é mesmo a reportagem. O meu coração palpita quando sou enviada especial e quanto mais difíceis são as condições no terreno, mais eu me supero”, começa por escrever.

Perante o trabalho que realizou na Tailândia, o rosto da TVI justificou:

Conheço bem o Sudeste Asiático. Trabalhei e vivi em Macau e, há uns anos, estive um mês na Tailândia em trabalho” e termina com uma ‘dica’:O estúdio é muito poucochinho comparado com este tipo de trabalho. Respeito o trabalho dos que não saem do conforto do estúdio, mas não há comparação possível. Obrigada.”

Podes ver a publicação na íntegra aqui.

Na sua página de Instagram, Judite reforçou ainda que a estação de Queluz de Baixo foi a única televisão portuguesa a estar presente no resgate:

“Factos são factos. Não há como iludir. O resgate das crianças Tailandesas é, até ao momento, o mais importante acontecimento internacional do ano. A TVI foi a única estação de televisão Portuguesa no terreno”, escreveu.

Tenho 21 anos e sou formada em Comunicação. Apaixonada pelos media, acabei o curso e comecei a escrever aqui logo de seguida... Adoro rádio, televisão, música e sobretudo notícias... Todos os dias trago-te os destaques da vida dos famosos...

Famosos

Manuel Luís Goucha partilha raro momento com a mãe nas redes sociais

Foi este sábado, e através da sua página de Instagram, que o apresentador mostrou a mãe, de 95 anos…

Publicado

em

Manuel Luis Goucha/Instagram

Este sábado, 16 de Fevereiro, Manuel Luís Goucha fez uma partilha muito especial nas redes sociais.

Na sua página de Instagram, o apresentador publicou uma rara fotografia com a mãe, Maria de Lourdes Sousa.

No registo, onde surgem bem-dispostos, Goucha e a progenitora mostram-se também ao lado de uma amiga, a D.Alice.

Na legenda, o comunicador escreveu: “Almoçando com mamãe (95 anos). E com a D.Alice.

De recordar que Manuel Luís Goucha está actualmente a tirar a carta de condução e teve a sua primeira aula, na quinta-feira, através de um simulador.

No programa “Você na TV”, o apresentador até partilhou com os telespectadores como foi a experiência:

“Foi dramática, foi dramático (…)”, começou por afirmar. “Estampei-me logo no parque de estacionamento, no simulador (…). Eu fiquei com dores nos joelhos (…) Eu estava tenso no simulador, (…) andei sempre em contra mão”, admitiu depois.

Divertido, e com a ajuda de Maria Cerqueira Gomes a “contar” a história, Goucha partilhou depois qual é a sua inspiração neste novo desafio: “Uma senhora que fez 129 aulas (…) Eu vou ultrapassá-la“, afirmou.

Confere o video aqui.

Mais à frente, e falando novamente da sua estreia na condução, o comunicador voltou a referir:

“Opa foi tão dramático. Desistir não é nada o meu género mas vou levar muito tempo (…) eu vou conseguir”, disse.

Manuel Luís reforçou o facto de ter ficado com dores no joelho, no entanto admitiu ter aprendido “algumas coisas”:

Ponto morto, embraiagem, primeira, segunda, terceira, quarta, quinta“, exemplificou, acrescentando depois: “Eu fiquei a saber uma coisa que não sabia: eu posso tirar a carta só para carros com  mudanças automáticas, o meu carro tem mudanças automáticas (…) só posso depois conduzir um carro com caixa de mudanças automáticas que é o caso da meu carro, que é muito mais fácil”, explicou.

Para que é que eu quero três pedais se tenho dois pés?“, questionou divertido.

No final, o apresentador revelou também a razão pela qual conduziu em contra mão:

“Eu não mexia muito no volante mas mexia já tanto (…). É um volante maricas porque é muito sensível. Eu fazia assim e já estava em contra mão”, contou.

Confere aqui.

Continuar a ler

TRENDING