Segue-nos
PUBLICIDADE

Televisão

Daniel Oliveira orgulhoso de ‘Quem Quer Namorar Com o Agricultor’: “Caminho de sacríficio e superação…”

PUBLICIDADE

Daniel Oliveira elogiou a equipa de ‘Quem Quer Namorar Com o Agricultor’, que sofreu com a pandemia Covid-19…

Publicado

em

Por

Daniel Oliveira/Instagram

Daniel Oliveira recorreu à rede social Instagram para fazer um balanço da 3ª temporada de ‘Quem Quer Namorar Com o Agricultor’, que terminou ontem, e cujas gravações foram fortemente impactadas pela pandemia Covid-19.

PUBLICIDADE

Apresentado pela mulher Andreia Rodrigues, que também já falou do final da temporada, o diretor-geral da SIC falou dos desafios que o programa passou durante a pandemia.

A 3ª temporada de “Quem quer namorar com o Agricultor?” chega hoje ao fim de um caminho longo, de sacrifício e superação. Resistiu ao confinamento e à pandemia – com inúmeros desafios de gravação, edição e emissão – e as suas equipas foram um exemplo de estoicidade, profissionalismo e eficácia, em nome do resultado global da estação e do trabalho de todos os colegas. E assim, 8 semanas de programa transformaram-se em 16 e 35 diários passaram a ser 67, que fizemos o melhor que era possível em cada momento. Neste contexto e sem interromper o vínculo estabelecido com os espectadores, o formato foi o preferido do público em mais de metade dos domingos e liderou em quase 100% dos diários, assim como no compacto dos sábados. O meu agradecimento público à equipa da Fremantle, aos participantes que foram inexcedíveis e aos vários intervenientes desta odisseia“.

Veja a publicação aqui.

View this post on Instagram

A 3ª temporada de “Quem quer namorar com o Agricultor?” chega hoje ao fim de um caminho longo, de sacrifício e superação. Resistiu ao confinamento e à pandemia – com inúmeros desafios de gravação, edição e emissão – e as suas equipas foram um exemplo de estoicidade, profissionalismo e eficácia, em nome do resultado global da estação e do trabalho de todos os colegas. E assim, 8 semanas de programa transformaram-se em 16 e 35 diários passaram a ser 67, que fizemos o melhor que era possível em cada momento. Neste contexto e sem interromper o vínculo estabelecido com os espectadores, o formato foi o preferido do público em mais de metade dos domingos e liderou em quase 100% dos diários, assim como no compacto dos sábados. O meu agradecimento público à equipa da Fremantle, aos participantes que foram inexcedíveis e aos vários intervenientes desta odisseia. A grande final é hoje a seguir ao Jornal da Noite.

A post shared by Daniel Oliveira (@daniel__oliveira) on

PUBLICIDADE

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING