Segue-nos

Famosos

Daniel Oliveira elogia coragem de Liliana Campos: “Generosa e a falar com o coração…”

Daniel Oliveira destacou a coragem de Liliana Campos após a morte do seu compadre, Pedro Lima…

Publicado

em

Por

Reproduções | Instagram

Liliana Campos, grande amiga de Pedro Lima, não deixou de estar presente ontem no programa “Passadeira Vermelha” para homenagear o actor.

A apresentadora fez um discurso emotivo, e revelou que decidiu estar presente, apesar de o director lhe ter dado liberdade para não ir, para que pudesse fazer alguns “alertas” em virtude do que se tem escrito e dito acerca da morte do seu compadre.

Daniel Oliveira reagiu hoje à declaração de Liliana Campos, destacando a coragem e determinação da madrinha do filho mais velho do actor:

“A Lili, hoje (segunda-feira), quis estar aqui! Sentiu-o como parte da sua missão de mitigar a dor da família do Pedro, como, tenho a certeza, tem feito nas últimas horas desde sábado. É assim que sempre a conheci. Generosa e a falar com o coração. Hoje, com uma coragem e uma força incríveis, honrou a memória do seu compadre! Orgulho em ti! Obrigado, Lili”, escreveu o director de programas da SIC na rede social Instagram.

Ora veja:

Amiga de trinta anos do ator, a apresentadora começou por referir que decidiu marcar presença com vista a fazer alguns “alertas” ao público.

“Nos últimos dias muita coisa foi escrita, muita coisa foi dita, e eu queria que soubesse por mim que nem eu nem o Rodrigo (marido) recebemos as tais mensagens antes de acontecer o que aconteceu. Foram dois amigos do Pedro que também estavam presentes na praia do Abano”, explicou, afirmando que foi a imprensa que “achou” que tinha sido o casal.

“Queria pedir a todas as pessoas que estão a escrever nas redes sociais “onde é que estavam os amigos e a família?”. A família e os amigos do Pedro estiveram sempre lá. É muito injusto os filhos dele chegarem às redes sociais e à Internet e verem a família acusada de tudo o que aconteceu. Não há culpados quando se vive uma situação como o Pedro estava a viver”, disse.

“O Pedro não é culpado, os amigos não são culpados, muito menos a Anna (mulher de Pedro Lima) e os meninos. Se não tiver nada para dizer, não escreva isso porque pode estar a causar uma dor enorme a quem está a ler do outro lado. Já basta o que basta, já basta toda esta tragédia, tudo isto que não há palavras para descrever”, pediu ainda.

Visivelmente emocionada, a comunicadora apelou de seguida “às amiguinhas/os” dos filhos de Pedro Lima, para que não enviem mensagem de ódio, como aliás revelou já ter acontecido: “Estas crianças estão a receber mensagens a dizer que é bem feita terem perdido o pai, isto é terrível”. “Estão a sofrer horrores”.

Liliana Campos salientou que Pedro Lima estava “doente” e ainda que “a depressão é uma doença que tem de ser tratada como tal, não é um capricho nem ninguém está maluco, a depressão é uma doença”.

No final, a apresentadora reforçou as inúmeras qualidades do amigo e deixou um apelo final:

“Não especulem o que é que aconteceu ou deixou de acontecer (…) e não se esqueçam que estas crianças têm acesso às redes sociais e à Internet. Rezem pelo Pedro e por aquela família e não sejam maus, não digam coisas horríveis nas redes sociais”.

Vê aqui o vídeo na íntegra:

.

Recomendamos

COMENTÁRIOS

TRENDING